terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Pentágono: forças no Golfo Pérsico colocadas em prontidão após tensões com Irã

As forças norte-americanas no Golfo Pérsico estão em "estado de prontidão" mais elevado, às tensões crescentes com o Irã e das preocupações com o preparo geral das tropas e dos equipamentos, informou à Sputnik um funcionário do Departamento da Defesa.

Todas as forças desdobradas no Golfo Árabe [Persa] estão no mais alto estado de prontidão", disse o oficial do Departamento de Defesa nesta terça-feira.
Na semana passada, o assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, Michael Flynn, disse que os Estados Unidos "alertaram oficialmente" o Irã " das possíveis consequências dos testes com mísseis balísticos de médio alcance, realizados em 29 de janeiro.

Casa Branca: Trump está pronto para agir contra o Irã

O presidente dos EUA, Donald Trump, está pronto para agir contra o Irã e Teerã não deve se iludir quanto a isso, declarou nesta terça-feira o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer.

"Um novo presidente assumiu o cargo. Esse presidente não ficará sentado de mãos cruzadas, nem permitirá ao Irã as violações, nem possíveis violações do plano de ações conjunto. Ele seguirá adotando medidas que considerar pertinentes. O presidente já deu a entender mais de uma vez que não anunciará as medidas a serem adotadas com antecedência e que não excluirá nenhuma possibilidade. Penso que Irã está se iludindo, se ainda não entendeu que há um novo presidente na cidade", disse Spicer aos jornalistas na Casa Branca.
Os EUA, desde a posse de Trump, ampliaram as sanções contra o Irã, que afetaram um pequeno grupo de pessoas físicas e de empresas de diversos países. Trump sempre criticou o acordo da comunidade internacional com Teerã, referente ao programa nuclear iraniano, mas não disse se pretende defender o seu cancelamento.

Primeira viagem oficial de Macri ao Brasil (VÍDEO)

A convite do Presidente Michel Temer, o Presidente da República Argentina, Mauricio Macri, realizou sua primeira visita de Estado ao Brasil nesta terça-feira.

O líder argentino foi recebido pelo Presidente Temer, em seguida, os dois assinaram atos e concederam uma declaração à imprensa.
Em seguida, Temer e Macri foram para o Palácio Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, onde o governo brasileiro ofereceu um almoço para o presidente argentino. Durante a solenidade, Michel Temer realizou um discurso para os presentes.

Qual será papel das alianças com Rússia e China para crescimento da América Latina?

Na América Latina há expectativas de mudanças em 2017. Um dos fatores cruciais é a vontade de alguns governos latino-americanos "de acabar com a dependência" dos EUA para que Rússia e China possam desempenhar um papel crucial.

Eis a opinião que Ernesto Wong, especialista cubano em assuntos internacionais e professor da Escola de Estudos Internacionais da Universidade Central da Venezuela, expressou à Sputnik Mundo.
"A América Latina está enfrentando obstáculos nas relações com os EUA e se abre para a Eurásia, mais precisamente para Rússia e China, o que vai eliminar a dependência imperialista e criará melhores condições para intercâmbio, comércio e aumento de investimentos neste ano de 2017", sublinha.
No que diz respeito à China, Wong se referiu à reunião realizada com a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) em 20 de janeiro, acrescentando que "nenhum dos governantes da Aliança do Pacífico (Chile, Peru, Colômbia e México) queria romper relações com a China".
Segundo ele, "os EUA se encontram em uma situação crítica como consumidor e têm reduzido drasticamente suas compras, por causa dos tratados de livre comércio, algo que Trump quer desistir, pois pretende dar uma maior prioridade à indústria nacional".
Além da China e Rússia, é provável também que a América Latina canalize mais investimentos à África. Na opinião de Wong, a orientação para a África "dará mais possibilidades de mercado para produtos da América Latina, e a África será beneficiada, pois haverá condições iguais de intercâmbio".
Afinal, o distanciamento dos EUA e a aproximação entre a Eurásia e os países latino-americanos permitirão criar um terreno "para fazer com que países da América Latina sejam mais independentes e soberanos".  

TOP 10 melhores aviões de combate no mundo 2017



Fighter Jets Compare List : 
- F-22 Raptor
- F-15 Eagle
- Dassault Rafale
- Sukhoi PAK FA
- Sukhoi Su-35
- Eurofighter Typhoon
- F-16 Fighting Falcon
- JAS 39 Gripen
- Chengdu J-20
- F/A-18E/F Super Hornet

Top 10 sistemas de mísseis antiaéreos no mundo 2017 - 2020



Top 10 anti-aircraft missile systems in the world of medium and long-range. Latest Technology & Weapons 2017


Um interessante vídeo do sistema de mísseis antiaéreo militar russo alguns dizem que é o mais avançado do mundo. O S-300 (nome de relatório da OTAN SA-10 Grumble) é uma série de sistemas de mísseis superfície-ar inicialmente soviéticos e mais tarde russos produzidos pela NPO Almaz, baseado na versão S-300P inicial. O sistema S-300 foi desenvolvido para se defender contra aeronaves e mísseis de cruzeiro para as Forças Soviéticas de Defesa Aérea. variações subsequentes foram desenvolvidos para interceptar mísseis balísticos.

Créditos de vídeo: Russian MOD

SURPRESA NASTY militar para militares dos EUA

Caça multifuncional da quinta geração Su-35

Rússia inicia entrega de caças Su-35 para China

A Rússia está cumprindo o contrato que prevê o fornecimento de caças Su-35 para a China, informou o chefe da corporação estatal russa Rostec, Sergei Chemezov, na terça-feira (07).

Passamos a fornecer os sistemas S-300 ao Irã, submarinos diesel-elétricos ao Vietnã, agora está sendo realizado o contrato de entrega dos Su-35 para a China", revelou Chemezov.
Anteriormente, foi informado que Rússia e China tinham assinado um contrato para fornecimento de 24 caças multifuncionais Su-35 da geração 4++ em 2015. As únicas diferenças entre estes caças e os de quinta geração são evidenciadas devido ao fato dos últimos possuírem tecnologia stealh e radar de varredura eletrônica ativa (AESA, sigla em inglês).
Especialistas acreditam que o avião russo Su-35 poderá ser um forte rival dos caças estrangeiros F-15, Eurofighter e Rafale, ultrapassando até aviões militares de quinta geração da OTAN.
A velocidade e carga militar aumentada do Su-35 permitem-no realizar combate fora de visibilidade direta, já sua capacidade de manobra e meios avançados de guerra radioeletrônica desviam-no de mísseis inimigos com mais facilidade.

F-35 VS SU 35



Novo míssil norte-americano acerta alvo no espaço (VÍDEO)

A Agência de Defesa Antimíssil dos EUA e a Raytheon testaram com sucesso um míssil que conseguiu interceptar mísseis inimigos no espaço.

O míssil SM-3II pode detectar ameaças de ataques de mísseis balísticos no espaço e neutralizá-los. Ele fez sua estreia após a neutralização de um míssil balístico lançado do destróier USS John Paul Jones da Marinha dos EUA.
​Como é conhecido, a trajectória dos diversos mísseis balísticos de longo alcance atinge as camadas mais altas da atmosfera ou o espaço, efectuando o chamado voo suborbital, antes de atingir o alvo pré-determinado em terra.
Agora a tecnologia se vem desenvolvendo", explicou o analista da Scout Warrior Kris Osborn, acrescentando que tais mísseis podem interceptar mísseis balísticos ainda no espaço. 
O míssil de nova geração está sendo desenvolvido por Washington e Tóquio. Os EUA têm intenções de deslocar o míssil para a Polônia em 2018.
O diretor do programa SM-3II, Amy Cohen, afirmou que a estrutura do míssil permite alcançar maior sensibilidade de deteção.
O míssil SM-3 Block IIA é uma versão mais potente do SM-3 IB em termos de propulsores e ogiva cinética, o que permite aumentar o período de tempo operacional", informou o comunicado da Agência da Defesa Antimíssil dos EUA. 
A administração do presidente dos EUA Donald Trump classifica o desenvolvimento da defesa antimíssil como a prioridade número um na atual situação.

VANTS Nauru 500B

O Nauru (em tupi, “bravo, herói, cheio de vontade”) é um VANT de alto desempenho desenvolvido especialmente para o monitoramento de grandes áreas acima de 200 km². Com uma autonomia média de 8 horas, a aeronave é capaz de sobrevoar até 1200 Km² por voo, o que a torna ideal para o mapeamento de regiões remotas, de difícil acesso e grandes dimensões.
Entre suas aplicações, estão a fiscalização de áreas ambientais, monitoramento de fronteiras, monitoramento de linhas de transmissão de energia, fiscalização de rodovias, entre outros usos que requerem alta autonomia e grande desempenho.
Além dos sensores convencionais como câmeras de altíssima resolução, RTK e câmeras thermais, o Nauru pode ser embarcado com câmera Gimbal e lasers, graças a sua alta capacidade de payload. Outro diferencial é a possibilidade de decolagem com catapulta e pouso com paraquedas e airbag, minimizando consideravelmente os riscos das operações de campo.

Principais Características

 Autonomia de 8 horas
 Câmera de 36Mpixel
 Payload de até 4,5 Kg
 Lançamento por catapulta ou decolagem convencional (radiocontrole)
 Pouso por paraquedas (com auxílio de airbag) ou trem de pouso
 Estrutura em kevlar

Aplicações

 Indicado para áreas acima de 10 mil hectares
 Operações de Vigilância
 Fiscalização Ambiental
 Manejo Florestal
 Monitoramento de Obras e Rodovias
 Fiscalização de Linhas de Transmissão
 Topografia

Nauru 500B Agro


Configuração:
  • Sistema de entrada (aeronave, câmera 24Mpix, GDT 20 - 30Km, GCS 10", mission planner, mission analyser, payload analyser, catapulta, paraquedas, mochila de transporte, bateria, carregador de bateria, ferramentas para manutenção, kit de ferramentas para a primeira revisão e manuais).

  • Software de processamento de imagem + suporte
  • Câmera extra de 24 Mpix (4 bandas - RGB/Nir)
  • Bateria adicional
  • Terinamento 5 dias
  • Nauru 500B HP


    Configuração:
  • Sitema de entrada (aeronave, câmera 24 Mpix, GDT 20 - 30Km, GCS 10", mission planner, mission analyser, payload analyser, catapulta, paraquedas, mochila de transporte, bateria, carregador de bateria, ferramentas para manutenção, kit de ferramentas para a primeira revisão e manuais).
  • Software de processamento de imagem + suporte
  • Câmera extra de 36 Mpix
  • RTK
  • Baterial adicional
  • Treinamento de 5 dias
  • Nauru 500B Full


    Configuração:
  • Sistema de entrada (aeronave, câmera 24 Mpix, GDT 20 - 30 Km, GCS 10", mission planner, mission analyser, payload analyser, catapulta, paraquedas, mochila de transporte, bateria, carregador de bateria, ferramentas para manutenção, kit de ferramentas para a primeira revisão e manuais).
  • Software de processamento de imagem + suporte
  • Câmera extra de 24 Mpix (5 bandas - RGB/RedEdge/Nir)
  • Câmera extra de 36 Mpix
  • RTK
  • 2 Baterias adicionais
  • Treinamento de 5 dias
  • Paraqueda adicional
  • UAV Tracker
  • Echar 20C HA, o novo lançamento da XMobots


    Com a tecnologia HA (High Accuracy), a coleta de pontos de controle no campo passou a ser coisa do passado. Disponível no drone Echar 20C, o sistema desenvolvido pela XMobots permite a geração de modelos 3D e ortofotos com acurácia de até 2cm, sem a necessidade da coleta de pontos de controle. Única empresa do Brasil e uma das poucas no mundo a ter essa inovação embarcada em seus drones, a XMobots desenvolveu a tecnologia HA pensando em clientes que requerem a máxima produtividade e redução de custos no mapeamento com drones, gerando grandes resultados que contribuem para as melhores decisões.



  • VANTS Arator 5A

  • RPA com câmera de 20Mpixels;
  • Terminal de comunicações ADT/GDT com alcance de 3km e certificado pela ANATEL;
  • 2 Baterias que permitem autonomia de até 60 minutos (condições ISA)
  • 1 Carregador de bateria veicular;
  • Caixa de transporte.
  • A versão básica não possui sistema de proteção para pouso na água
  • Opcionais da configuração Arator 5A Básico (não inclusos no sistema de entrada):

    Sistema de câmeras multispectral
    Sistema composto por duas câmeras Canon ELPH 160 de 20Mpixels, calibradas para se obter imagens nas bandas Azul, Verde, Vermelho e NIR
  • Câmera Sony Alpha 5100
    Esta câmera possui um sensor APS-C CMOS de 24.3 megapixel. Indicada para se obter imagens com maior definição, menos ruídos e maior qualidade geométrica.
  • RPA com câmera APS-C CMOS de 24.3 megapixels;
  • Terminal de comunicações ADT/GDT com alcance de 10km e certificado pela ANATEL;
  • RAIM Protection
  • 1 Estação de controle touchscreen 10” (Ground Control Station)
  • 2 Baterias que permitem autonomia de até 60 minutos (condições ISA)
  • 1 Carregador de bateria veicular;
  • Caixa de transporte
  • Sistema de proteção para pouso na água
  • Opcionais da configuração Arator 5A Pro (não inclusos no sistema de entrada):

    Sistema de câmeras multispectral
    Sistema composto por duas câmeras Canon ELPH 160 de 20Mpixels, calibradas para se obter imagens nas bandas Azul, Verde, Vermelho e NIR
  • Arator 5A – Pro Precision


    Configuração:
  • RPA com câmera APS-C CMOS de 24.3 megapixels;
  • Terminal de comunicações ADT/GDT com alcance de 10km e certificado pela ANATEL;
  • RTK
  • RAIM Protection
  • RTK
  • 1 Estação de controle touchscreen 10” (Ground Control Station)
  • 2 Baterias que permitem autonomia de até 60 minutos (condições ISA)
  • 1 Carregador de bateria veicular;
  • Caixa de transporte.
  • Sistema de proteção para pouso na água
  • Opcionais da configuração Arator 5A Pro Precision (não inclusos no sistema de entrada):

    Sistema de câmeras multispectral
    Sistema composto por duas câmeras Canon ELPH 160 de 20Mpixels, calibradas para se obter imagens nas bandas Azul, Verde, Vermelho e NIR
  • Arquivo do blog segurança nacional