domingo, 5 de fevereiro de 2017

A vida no Scorpene O'Higgins da Marinha do Chile

Russian submarine Project 667BDRM Delfin

submarinos nuclea modelo completamente novo

A Rússia dispõe de submarinos que os especialistas ocidentais batizaram de "buracos negros",

Mídia revela vulnerabilidade de destroieres britânicos perante submarinos russos

O Ministério da Defesa britânico cometeu erros consideráveis no desenvolvimento dos destroieres do projeto 45, o que os tornou vulneráveis para os submarinos russos.

Os novos destroieres podem ser detectados por submarinos à distância de mais de 185 quilômetros. Os navios produzem um ruído tão forte debaixo de água como se fossem "caixas com chaves de parafuso", informou o jornal citando o contra-almirante britânico Chris Perry.
Segundo ele, o Ministério da Defesa do Reino Unido investiu no desenvolvimento de sistemas de defesa antiaérea e antimíssil, mas não prestou a devida atenção à defesa contra submarinos. Cada destroier do projeto 45 custou aos cofres britânicos cerca de 1,25 bilhão de dólares.
A Rússia dispõe de submarinos que os especialistas ocidentais batizaram de "buracos negros", por serem furtivos. Um exemplo é o submarino do projeto 636 Varshavyanka.
Os novos destroieres britânicos, equipados com mísseis guiados, estão sendo construídos no Reino Unido desde 2003. Atualmente seis navios deste tipo estão já em 
FONTE  Sunday Times.
.


Arquivo do blog segurança nacional