terça-feira, 26 de novembro de 2013

HAITI – Manutenção do Batalhão Brasileiro depende de esforço logístico com aviões e navios


Uma aeronave C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) pousou na sexta-feira (22/11), em Porto Príncipe, com 11 toneladas de suprimentos para o 18º Contigente Brasileiro no Haiti, o maior efetivo de militares que atua na segurança do país mais pobre das Américas. A cada duas semanas, um avião da FAB chega à capital haitiana carregada de equipamentos, medicamentos, armamentos e materiais de consumo para suprir as necessidades de seis bases, incluindo uma de engenharia e uma de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.
Viaturas blindadas e caminhões são enviados do Brasil de navio. Ao receber o Hércules da FAB, no Aeroporto Internacional Toussaint Louverture, o Chefe da Célula Logística de Apoio ao Contigente no Haiti, Coronel João Carlos Sobral das Chagas, explicou como faz para abastecer o Batalhão em um país carente em infraestrutura, saneamento básico, tecnologia, água potável e até alimentos.  
  Depois de seis meses, militares do 18º contigente brasileiro voltam ao Brasil e um novo efetivo de 1.450 homens e mulheres assumem a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH). A substituição gradual, iniciada no dia 19/11, será concluída no dia 05/12.
A FAB participa do contigente com um pelotão de infantaria. Os 29 militares que pertencem aos Batalhões de Infantaria Especial da Aeronáutica sediados no Rio de Janeiro desembarcam em Porto Príncipe nesta terça-feira, 26/11. Quatro oficiais também farão parte do Estado-Maior do 19º Batalhão Brasileiro de Força de Paz (BRABAT 19, na sigla em inglês).
Veja entrevista com o Coronel João Carlos Sobral das Chagas
Fonte: Agência Força Aérea ,,SEGURANÇA NACIONAL BLOG,,SNB

Arquivo do blog segurança nacional