sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Mísseis Patriot chegarão à Turquia em 22 de janeiro


Dois sistemas de defesa aérea Patriot, anteriormente estacionados na Holanda, serão entregues à Turquia em 22 de janeiro. Dezenas de soldados da Holanda e da Alemanha chegarão ao país na próxima semana.

Na segunda quinzena de novembro, a Turquia pediu formalmente à OTAN a instalação de sistemas de defesa aérea Patriot para proteger a sua fronteira com a Síria. Segundo a decisão do Conselho da OTAN, os primeiros lotes de Patriots chegaram à Turquia em meados de dezembro. No total, na fronteira com a Síria serão instaladas seis baterias de mísseis antiaéreos - duas provenientes dos EUA, duas da Alemanha e mais duas da Holanda.
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Tabloide britânico eleva tensão sobre Malvinas com anúncio publicado


O tabloide britânico The Sun publica nesta sexta-feira em um jornal argentino um anúncio em que defende a soberania britânica sobre as Ilhas Malvinas e pede que a Argentina "mantenha as mãos" longe do arquipélago. 
O anúncio responde a uma carta aberta da presidente argentina, Cristina Kirchner, publicada na quinta-feira nos jornais britânicos The Guardian e The Independent, em que ela exige que o primeiro-ministro britânico, David Cameron, inicie negociações imediatas sobre o futuro das ilhas.
A mensagem do The Sun, publicada em inglês e espanhol no jornal Buenos Aires Herald, alega que a reivindicação do controle sobre as ilhas (chamadas na Grã-Bretanha de Falklands ou Ilhas Falkland) pela Argentina seria infundada e que a soberania britânica sobre o território data de 1765. "As ilhas nunca foram governadas ou fizeram parte do território soberano da República da Argentina", diz o anúncio.
"Até que o povo das Ilhas Falkland opte por ser argentino, eles continuam resolutamente britânicos. Em nome de nossos milhões de leitores e em outras palavras: MANTENHA AS MÃOS LONGE", conclui, usando letras maiúsculas para maior ênfase.
'Provocação' 
De acordo com alguns analistas, a publicação do anúncio pelo The Sun pode ser interpretada como "provocação" na Argentina. É o caso da jornalista argentina Celina Andreassi, que disse à BBC acreditar que muitos no país se perguntariam "o que o The Sun tem a ver com isso, mas, novamente, os argumentos defendidos pelo The Sun são os mesmos defendidos geralmente pelos britânicos".
"Vivo aqui na Argentina há sete anos e nunca encontrei um argentino que não acreditasse que as Falklands pertencem à Argentina", disse Daniel Schweimler, um jornalista britânico. "Nunca senti qualquer animosidade contra mim quando digo que sou britânico, mas é justo falar que quase todos, num país de 40 milhões de pessoas, acreditam que as Malvinas pertencem a eles."
'Colonialismo' 
Na carta publicada na quinta-feira no The Guardian, Kirchner pede que as autoridades britânicas acatem uma resolução de 1965 da ONU pedindo uma revisão do status das ilhas, que a Grã-Bretanha vê como parte de seu território ultramarino.
A presidente atribui na carta o controle de Londres sobre as ilhas ao colonialismo britânico do século XIX. "Os argentinos das ilhas foram expulsos pela Marinha Real (britânica), e o Reino Unido subsequentemente iniciou um processo de assentamento populacional similar ao adotado em outros territórios sob domínio colonial", disse Kirchner.
"Desde então, a Grã-Bretanha, a potência colonial, tem se recusado a devolver os territórios à República Argentina, impedindo a restauração de sua integridade territorial."
Em resposta, o governo britânico alegou que não haverá negociações sobre a soberania das ilhas enquanto a população local desejar permanecer ligada à Grã-Bretanha. "Eles (os moradores do arquipélago) permanecem livres para escolher seu próprio futuro, tanto politicamente quanto economicamente, e têm o direito à autodeterminação conforme o estabelecido pela Carta da ONU", disse uma porta-voz do Ministério do Exterior britânico, se referindo ao documento de fundação das Nações Unidas.
"Há três lados neste debate, não apenas dois como a Argentina gosta de insinuar", continua a carta. "Os moradores da ilha não podem ser simplesmente apagados da história."
Os dois países travaram uma guerra em 1982 pelo controle das ilhas. Um plebiscito sobre o status político das Malvinas deve ser realizado no arquipélago no próximo mês de março.
BBC Brasil 
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Senadores dos EUA aumentam pressão sobre CIA por filme de Bin Laden


Reuters
WASHINGTON - Três senadores norte-americanos, incluindo a presidente do Comitê de Inteligência do Senado, aumentaram a pressão sobre a CIA sobre sua resposta a "Zero Dark Thirty", um novo filme sobre a caçada a Osama bin Laden.Em uma carta enviada à CIA e divulgada na quinta-feira, Dianne Feinstein, a líder do Comitê de Inteligência, o presidente do Comitê de Serviços Armados, Carl Levin, e o senador John McCain pediram à agência provas de que as "técnicas avançadas de interrogatório" produziram informação que ajudaram as autoridades norte-americanas a localizar e a matar o líder da Al-Qaeda em maio de 2011.
A carta é o mais recente ataque em uma batalha política renovada sobre as técnicas avançadas de interrogatório, que alguns comparam a tortura, desencadeadas pela estreia nacional de "Zero Dark Thirty" em 11 de janeiro.
O filme mostra um detido sendo submetido a técnicas duras de interrogatório, que a administração do presidente George W. Bush depois abandonou, e sugere que essas técnicas foram utilizadas para a localização de Bin Laden, que esteve por trás dos ataques de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos.
No mês passado, em resposta a uma carta anterior dos senadores, o diretor da CIA, Michael Morell, disse em comunicado que parte das informações que levaram analistas da agência a concluírem que Bin Laden estava escondido em Abbottabad, no Paquistão, "veio de detidos submetidos a técnicas avançadas, mas também houve várias outras fontes".
Em sua última carta, enviada na segunda-feira, os parlamentares disseram que uma revisão do Comitê de Inteligência do programa de detenção e interrogatório pós-11 de setembro da CIA determinou que um detido da agência, que forneceu as informações mais acuradas sobre um mensageiro, que levou a CIA até Bin Laden, "deu as informações antes de ser submetido a técnicas coercitivas de informação".
Um extenso relatório sobre a investigação, que o comitê aprovou no mês passado, continua altamente secreto.
Feinstein, Levin e McCain pediram que a CIA forneça provas que apoiem a afirmação de Morell de que informações úteis relacionadas à caça de Bin Laden vieram de detidos submetidos a técnicas duras, e se essas informações foram obtidas antes, durante ou depois dos interrogatórios avançados.
A divulgação da carta dos senadores foi feita um dia depois de a Reuters divulgar que o comitê de Feinstein estava revendo registros da CIA sobre as interações da agência com os cineastas Kathryn Bigelow e Mark Boal, de "Zero Dark Thirty", para saber se a agência havia lhes dado acesso "inapropriado" a material secreto.
A comissão também vai investigar se os agentes da CIA são responsáveis pela representação de práticas duras de interrogatório no filme e a implicação de que elas foram eficazes, disse uma pessoa familiar à questão.
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Petrobrás anuncia descoberta no pós-sal de Marlim Sul


Agência Estado
SÃO PAULO - A Petrobrás anunciou nesta quinta-feira que descobriu uma nova acumulação de petróleo em reservatório do pós-sal, em águas ultraprofundas da Bacia de Campos (RJ). A descoberta foi feita pelo poço 4-MLS-105D-RJS, informalmente conhecido como Mandarim, que está localizado no campo de Marlim Sul, a cerca de 126 km da costa do Estado do Rio de Janeiro, em lâmina d´água de 1.874 m.A acumulação ocorre em reservatórios arenosos, de idade eocênica, a aproximadamente 2.965 m de profundidade. Estimativas preliminares indicam uma coluna de hidrocarboneto de aproximadamente 100 m, com qualidade de óleo similar ao produzido no campo de Marlim (13 a 16 graus API). A previsão é que os testes para avaliar a produtividade do reservatório sejam concluídos em 2013.
O poço está localizado em área próxima à plataforma P-56, que opera atualmente no campo de Marlim Sul, onde já há estrutura instalada de produção e de escoamento, o que permitirá acelerar sua entrada em produção, que poderá ocorrer no ano de 2014.
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Produção no pré-sal bate novo recorde em novembro


SABRINA VALLE - Agencia Estado
RIO - A produção de petróleo e gás natural no pré-sal em novembro aumentou 25,6% em relação ao mês anterior, novo recorde, segundo informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP). Foram produzidos no pré-sal 227,6 mil barris/dia de petróleo e 7,1 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural, totalizando 272,1 mil barris de óleo equivalente.
Já a produção de petróleo total, incluindo o pós-sal, cresceu 1,7% em relação a outubro de 2012, registrando cerca de 2,045 milhões de barris/dia. Somadas, as produções de petróleo e gás natural totalizam aproximadamente 2,506 milhões boe/d. "Dois novos poços iniciaram a produção nos campos de Jubarte e Marlim Leste, elevando o total de poços em reservatórios do Pré-sal para 15, sendo 2 em Jubarte, 4 em Lula, 2 em Marlim Leste, 1 em Barracuda, 4 em Baleia Azul, 1 em reservatório compartilhado pelos campos de Caratinga e Barracuda e 1 em reservatório compartilhado pelos campos de Marlim e Voador", disse a ANP em nota.
A produção de gás natural no Brasil foi de 73,3 milhões de m3/d, superando em 0,5% o recorde obtido em outubro, de 73 milhões de m3/d. Em relação a novembro de 2011 o aumento foi de 8%.
Segundo a ANP, o campo de Gavião Real, operado pela OGX Maranhão, tornou-se o primeiro produtor na bacia do Parnaíba. O campo com maior produção de gás natural foi o de Manati, na bacia de Camamu. 
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Ejército del Perú 2012

Arquivo do blog segurança nacional