sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Marinha terá primeira oficial general da história das Forças Armadas


Rafael Moraes Moura, de O Estado de S. Paulo
BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff assinou nesta sexta-feira, 23, em reunião com o ministro da Defesa, Celso Amorim, a promoção de oficiais das Forças Armadas. Uma das decisões envolve Dalva Maria Carvalho Mendes, que foi promovida a contra-almirante médica da Marinha. Com isso, ela será a primeira mulher oficial general da história das Forças Armadas, segundo informou a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.Dalva Maria, de 56 anos, é viúva, tem dois filhos e ingressou na Marinha do Brasil em 1981. Dedicou a maior parte da sua carreira a atividades no Hospital Naval Marcílio Dias, no Rio, ocupando funções técnicas e administrativas. Graduada em Medicina pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e especializada em anestesiologia, Dalva Maria ocupa atualmente o cargo de diretora da Policlínica Naval Nossa Senhora da Glória. Ela possui três condecorações - Ordem do Mérito Naval, Medalha Mérito Tamandaré e Medalha Militar com Passador de Ouro.
Segundo informações da Marinha, as mulheres representam 33,3% do quadro de oficiais e 6,8% dos praças. A Marinha foi a primeira das três Forças Armadas a aceitar mulheres. Hoje, as mulheres da Marinha fazem parte do Corpo de Engenheiros, do Quadro dos Corpos de Saúde, do Corpo de Intendentes, dos Quadros Técnico e auxiliar do Corpo Auxiliar. 
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Su-35 at MAKS 2011


Opinião DE SEGURANÇA NACIONAL BLOG
Sem Palavras para o su 35 Teria uma grande oportunidade de esta na pasta de dilma Rousseff.
e mais caça do que F 18 FAB tem preferência pelo caça russo

3 мировая война

Combates Aereos - Guerra Do Golfo Tempestade No Deserto.AVI

SEGURANÇA NACIONAL BLOG

EN 195 - Simuladores militares são apresentados em workshop de tecnologi...

Segurança Nacional Blog.. Recorde De Público

  SEGURANÇA NACIONAL BLOG 

Ação da EADS cai diante de novas manobras de acionistas


Reuters
BRUXELAS/FRANKFURT, 23 NOV - Novos sinais de que Alemanha, França e acionistas que representam esses países estão disputando posições na EADS derrubaram as ações da fabricante dos aviões Airbus nesta sexta-feira, com investidores preocupados com potencial excesso de ações no mercado e interferência estatal.
No mais novo capítulo desde o colapso das negociações de fusão com a BAE Systems no mês passado, o jornal alemão Handelsblatt noticiou nesta sexta-feira que a França pode vender 3 por cento da EADS à Alemanha, dentro dos esforços de ambos os países de ter proporções iguais na companhia.
Isso forçaria a montadora Daimler, que representa os interesses alemães no maior grupo aeroespacial da Europa, a vender 3 por cento da EADS no mercado em nome do equilíbrio franco-germânico.
Às 14h13 (de Brasília), as ações da EADS caíam 1,07 por cento, a 24,97 euros.
"A manobra dos acionistas que representam os governos e a possibilidade de uma significante venda secundária sem dúvida pesam sobre a confiança do investidor", opinou Rob Stallard, analista da RBC Capital Markets, em nota.
A estrutura acionária da controladora da Airbus tem estado em pauta desde que a fusão com a BAE teve veto Alemanha e elevou os esforços de Berlim para ter um papel mais direto na EADS, equivalente ao da França.
França e Alemanha discutiram a questão nos bastidores de uma cúpula da União Europeia no Bruxelas nesta sexta-feira, disse uma fonte familiar com o assunto. Nenhuma decisão foi anunciada.
A EADS é controlada por participações francesas e alemãs que representam 45 por cento dos votos. A Espanha é dona de 5,5 por cento.
Diferentemente da França, cujo governo detém 15 por cento e uma parceria com a empresa de mídia Lagardère detém 7,5 por cento, a Alemanha exerce seu interesse apenas pela Daimler, que detém ou controla 22,5 por cento do grupo aeroespacial.
Lagardère e Daimler querem, ambas, reduzir as respectivas participações. A EADS não quis comentar o assunto.
(Por Maria Sheahan e Julien Ponthus) 
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Turquia revela características do novo blindado


A empresa turca Otokar empenhada na projeção do novo carro blindado Atlay divulgou algumas especificações do veículo moderno.

Segundo a Otokar, o blindado de 60 toneladas será munido de um motor potente (1500 cv) e de um suspensório hidropneumático. O tanque será dotado ainda de um canhão de calibre de 120 mm com o comprimento do cano igual a 55 calibres.
O veículo terá a bordo uma unidade auxiliar de energia, responsável pela produção de energia para os sistemas de comando de fogo, de deteção e identificação de alvos, assim como um sofisticado sistema de comunicações e de observação panorâmica.
VOZ DA RUSSIA ;SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Arquivo do blog segurança nacional