Wikipedia

Resultados da pesquisa

sábado, 30 de julho de 2011

CLA Está Pronto para Operações de Lançamentos de Grandes Foguetes


Tecnologicamente avançado e pronto para realizar lançamentos de grande porte. Essa foi a conclusão sobre o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) manifestada ontem pelos ministros Nelson Jobim (Defesa),Paulo Bernardo (Comunicações) e Moreira Franco (Assuntos Estratégicos) ao visitarem na manhã de ontem as instalações do CLA. A avaliação servirá como base para um relatório que será encaminhado pelo Ministério da Defesa para a presidente Dilma Rousseff com o objetivo de solicitar aumento do orçamento para investimento das atividades espaciais.

A presença dos ministros no Centro de Lançamento de Alcântara dissipou definitivamente a polêmica de que o Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, poderia ser substituído por outro centro operacional, como vinha sendo especulado. De acordo com o ministro Nelson Jobim, a tecnologia já existente no CLA permite ao Brasil pensar na autonomia das atividades ligadas ao espaço, como, por exemplo, colocar em órbita os próprios satélites geoestacionários. Mas, para isso, ele reconhece que é preciso investir em operações com os Veículos lançadores de satélites (VLS), cujas atividades vão acontecer no CLA.

“Ter um programa espacial forte é fundamental para a autonomia do país, mas para isso temos que voltar nossos olhos para os nossos pontos centrais do Programa Espacial Brasileiro que se encontram no CLA e no programa Alcântara Cyclone Space (ACS)”, enfatizou Jobim.

“O que o Brasil
precisa é ter
capacitação e
autonomia, e o
desenvolvimento
do CLA é
fundamental”

Nelson Jobim
Ministro da Defesa

Recursos – Jobim ressaltou ainda que a visita ao Centro de Lançamento de Alcântara objetiva trazer novos recursos para o Programa Espacial como um todo, pois, no início deste ano, ocorreu um corte de R$ 50 milhões no orçamento destinado à Ciência e Tecnologia. Como reflexo do corte, foram reduzidos lançamentos previstos no cronograma anual do CLA, que de 14 passou para sete este ano.

“Com base no que observamos, percebemos aqui uma tecnologia forte, preparada para lançamentos complexos. No entanto, ainda é preciso fazer novos investimentos para acelerar nossas atividades. Essa visita é a base de um relatório para solicitarmos novos investimentos à presidente Dilma”, adiantou.

Sobre a tecnologia do CLA, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, se disse impressionado não só com os recursos físicos, mas também com a preparação dos técnicos no CLA, o que deixa o governo bastante otimista com relação a futuros lançamentos. Quanto aos cortes no orçamento, o ministro classificou como ajustes necessários do governo, mas disse que está otimista com a possibilidade de novos recursos.

“Os programas de desenvolvimento, incluindo o espacial, são prioridades nos assuntos estratégicos brasileiros. No futuro, criaremos os nossos próprios satélites geoestacionários. Não temos nenhuma dúvida que a presidente Dilma vai dar sinal verde para novos investimentos”, observou Paulo Bernardo.

Programa – Para o presidente da Agência Espacial Brasileira, Marco Antônio Raupp, a visita ao CLA serviu para definir pontos atualmente prioritários do Programa Espacial Brasileiro, que é simbolizado pelo Centro de Lançamento e Alcântara Cyclone Space, que devem realizar lançamentos de grande porte no próximo ano no Maranhão.

“Os dois pontos fundamentais do programa são a ACS e o Centro de Lançamento de Alcântara. No próximo ano, a ACS deverá lançar o foguete Cyclone 4 e o CLA será responsável pelo lançamento do VLS, pois plataforma de lançamento encontra-se em fase de finalização”, destacou.

Raupp viajou no início do mês a Ucrânia, onde conheceu a tecnologia empregada no foguete Cyclone 4, que será lançado do CLA. “Eu voltei de lá muito otimista. O processo de fabricação do foguete está bastante adiantado e para nós, que somos responsáveis pelas instalações físicas do CLA, o programa ACS é uma de nossas prioridades”, definiu.

Sistemas – O novo sistema da Sala de Controle do Centro de Lançamento de Alcântara, que estava em fase de testes nos últimos lançamentos, foi inaugurado oficialmente ontem com a presença dos ministros, do presidente da AEB, Marco Antônio Raupp, e do comandante da Aeronáutica, Juniti Saito. A modernização da sala foi iniciada há três anos.

Ontem, foi simulado o funcionamento de todos os sistemas da Sala de Controle, como telemedidas, rastreio e de monitoramento de vôo. Os sistemas analógicos foram substituídos por digitais, o que minimiza questões de interferências nos lançamentos.

A comitiva visitou ainda a Casamata – sala de monitoramento do foguete – que também foi modernizada, e a Torre Móvel de Integração (TMI), que se encontra em fase final da interligação dos sistemas eletrônicos e de comunicação. Os ministros sobrevoaram a área onde está sendo construído o sítio de lançamento da ACS.

De acordo com o diretor do CLA, coronel Ricardo Rodrigues Rangel, a visita dos ministros consolida a importância do Centro para a autonomia do país. “Hoje com a conclusão da modernização do CLA, mostramos que estamos completamente preparados para lançamentos de grande porte. A visita dos ministros é um reflexo disso. Nós estamos preparados para fazer o primeiro vôo de qualificação do VLS em 2012”, enfatizou Rangel.

MAIS

Torre Móvel de Integração

Investimento:
R$ 44 milhões

Conclusão:
Inicio de 2012

Primeiro lançamento:
Primeiro semestre de 2012

SETORES MODERNIZADOS

Sala de Controle:
- desempenha as atividades de telemedidas, rastreio e monitoramento dos foguetes durante o lançamento

Casamata:
- setor responsável pelo monitoramento e preparação do foguete antes do lançamento

Modernização:
- substituição dos equipamentos analógicos para digital para otimizar as atividades de rastreio

CLA

O Centro de Lançamento de Alcântara – CLA, organização do Comando da Aeronáutica, é subordinado ao Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial – CTA e atua nas missões de lançamento e de rastreio de engenhos aeroespaciais, coleta e processamento de dados de suas cargas úteis, incluindo testes e experimentos científicos de interesse da Aeronáutica, relacionados com a política
nacional de desenvolvimento aeroespacial.

Arquivo do blog segurança nacional