segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Alcântara lança foguete

Um foguete de médio porte foi lançado, ontem, com sucesso, às 13h30 (horário de Brasília), do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão. O objetivo da operação era colocar 10 experimentos a 100 quilômetros de altitude, em um ambiente de microgravidade. O veículo, chamado de BSB-30, foi desenvolvido por técnicos brasileiros e projetado para ter uma autonomia de voo de 250 quilômetros e carregar até 400kg. Ontem, ele atingiu 241,9km de altura, praticamente a mesma distância entre Brasília e Goiânia.




O foguete transportou o material das áreas de bioquímica, ciências de materiais, ciências térmicas, genética e posicionamento global. Tudo produzido por centros de pesquisas, universidades e estudantes do ensino fundamental que integram os programas desenvolvidos pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço.



Segundo técnicos da base, os sistemas funcionaram "perfeitamente"

Por volta das 15h (de Brasília), depois do retorno à Terra, foi iniciado o processo de recuperação da carga útil do foguete. Os 10 experimentos caíram no mar, sustentados por paraquedas, e foram resgatados 16 minutos depois, a 140 quilômetros da costa. Equipes da Força Aérea Brasileira usaram dois helicópteros para transportar a carga útil até uma base na Ilha de Santana. Lá, a carga foi acondicionada em uma caixa de transporte para ser levada com segurança ao CLA.



Os resultados sobre como se comportou o material no ambiente de microgravidade ainda serão conhecidos. Técnicos de Alcântara, porém, já consideram a operação um sucesso, pois todos os sistemas de lançamento e rastreio funcionaram “perfeitamente”.



Testes anteriores



A Operação Maracati II foi iniciada em 16 de novembro e contou com a participação de 183 pessoas, entre técnicos do CLA, do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais e da agência espacial alemã Deutsche Zentrum für Luft- und Raumfahrt (DLR).



Antes de lançar o foguete BSB 30, o CLA já tinha feito testes como parte da primeira etapa da operação. Um foguete de médio porte, chamado de Improved Orion, foi lançado, no último dia 6, para realizar testes de equipamentos de aferição e para o lançamento do VSB-30.



O CLA é uma organização do Comando da Aeronáutica subordinada ao Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial. A unidade realiza missões de lançamento e de rastreio de engenhos aeroespaciais, de coleta e processamento de dados de cargas úteis, incluindo testes e experimentos científicos de interesse da Aeronáutica. Além disso, mantém permanente manutenção e atualização de equipamentos, aperfeiçoamento e treinamento de técnicos e engenheiros, e modernização de sistemas

Arquivo do blog segurança nacional