terça-feira, 12 de outubro de 2010

Resgate deve começar ‘em duas horas’, diz Piñera por Gabriel Pinheiro

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, disse que o resgate dos 33 mineiros começará “em duas horas”, por volta das 20h (horário de Brasília). A previsão inicial era de que os trabalhos na mina San José, localizada no deserto do Atacama, tivessem início às 18h. Os trabalhadores estão soterrados há 69 dias, a cerca de 700 metros de profundidade.


Ainda nesta tarde, Piñera disse à mãe de Florencio Ávalos que ele será o primeiro resgatado. Segundo o presidente, o resgate vai durar “entre 24 e 48 horas”. Ele espera que o primeiro trabalhador chegue à superfície antes do fim do dia.

As autoridades fizeram uma lista secreta com os nomes dos mineiros que devem deixar o local primeiro, mas a ordem pode mudar depois que os paramédicos e um especialista em minas descerem na cápsula para avaliar os homens e supervisionarem a viagem à superfície.

Os primeiros a sair serão os quatro mineiros com melhores condições físicas e psicológicas, disse o ministro da Saúde do Chile, Jaime Manalich. Caso algum imprevisto ocorra, esses homens estarão melhor preparados para sair e dizer a seus colegas o que esperar.

A seguir, serão retirados os dez que estiverem mais fracos ou doentes. Um dos mineiros sofre de hipertensão. Outro é diabético. Há ainda alguns que estão com infecções respiratórias, problemas dentários e lesões de pele por causa da umidade na mina.

O último a sair deve

Cápsula de mina no Chile passa por teste

Após a conclusão das obras no túnel e de testes considerados bem-sucedidos, o resgate dos 33 mineiros soterrados no Chile deve começar a partir da 0h (mesmo horário de Brasília) desta quarta-feira, informou o ministro chileno de Mineração, Laurence Golborne
Entram, portanto, na reta final os esforços para que os mineiros voltem à superfície, após 68 dias sem ver o sol.




Na madrugada desta segunda-feira, ao menos cinco horas antes do que haviam previsto originalmente as autoridades chilenas, os técnicos de resgate concluíram o "encamisado" - o reforço das paredes do túnel pelo qual os mineiros passarão - para garantir as condições de segurança.



Com o revestimento do túnel, os especialistas tentam evitar que rochas se desprendam, contendo-as com tubos de aço

Explosão em base militar mata vários soldados no Irã

AE-AP - Agência Estado


Uma explosão matou vários integrantes da Guarda Revolucionária do Irã numa base militar no Oeste do país. Segundo a agência de notícias Fars, ligada à Guarda, o incidente deixou vários feridos que foram levados a hospitais em Khoramabad, cerca de 500 quilômetros a sudoeste da capital.







O site oficial da Guarda Revolucionária informa que um incêndio no depósito de munição da base provocou a explosão, mas não diz como o fogo teve início. A maioria das agências de notificas iranianas descreveu a explosão como um acidente.





O site de notícias Mashreghnews.ir foi o único a dar um número exato de baixas, informando que 12 guardas morreram e que 20 ficaram feridos. O site tem ligação com a presidência do Irã.





O Irã combate movimentos separatistas no sudeste do país, ao longo da fronteira com o Paquistão, e no noroeste, na fronteira com o Iraque, mas essas áreas estão a quilômetros de distância de Khoramabad.




Arquivo do blog segurança nacional