segunda-feira, 29 de março de 2010

O Fantasma do Terorismo Esta De Vouta- As duas explosões que mataram ao menos 34 pessoas e deixaram outras 27 feridas em duas estações centrais do metrô de Moscou, na manhã desta segunda-feira (29), foram provocadas por mulheres, anunciou o Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia. A informação também foi confirmada pelo prefeito da cidade, Iuri Lujkov.




O Serviço Federal de Segurança também confirmou que a tragédia vem sendo tratada como ato terrorista. “As explosões foram obras de mulheres suicidas”, diz um comunicado. Uma fonte policial disse às agências internacionais de notícias que parte dos corpos das suicidas foram encontrados nas duas estações atingidas.



A primeira explosão ocorreu na estação Lubyanka, no Centro de Moscou, que fica próxima ao Kremlin. “Morreram 22 e 12 foram feridos”, confirmou um porta-voz do Ministério de Emergências.



De acordo com o porta-voz, a explosão ocorreu pouco depois de um trem estacionar. As vítimas foram atingidas num vagão e também na plataforma.



No complexo está baseado Serviço Federal de Segurança da Rússia, instituição que sucedeu a KGB, a antiga agência de inteligência local.



Outra explosão



A segunda explosão atingiu a estação Park Kultury, também localizada no centro da cidade. Segundo o mesmo porta-voz, 12 pessoas morreram e 15 ficaram feridas.



As duas explosões ocorreram na hora do “rush”: a primeira, em Lubyanka, por volta de 7h40 local (0h40 no Brasil), e a segunda, em Park Kultury, 40 minutos depois. As autoridades fecharam as duas estações e bloquearam o trânsito em várias ruas da região central de Moscou.



Segundo as agências internacionais, o serviço de telefonia na região entrou em colapso e não está funcionando desde as explosões.



O diretor da FSB, Alexandr Bortnikov, informou ao presidente russo, Dmitri Medvedev, sobre as explosões e o rumo das investigações

Arquivo do blog segurança nacional