sábado, 27 de maio de 2017

COPES - Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão.


Um forte abraço há todos policial de Alagoas 

Inteligência americana está ‘muito preocupada’ com antivírus russo

O secretário do Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS) prometeu apresentar um relatório ao Senado sobre todos os usos do software antivírus feitos pela controversa empresa de segurança da Rússia, Kaspersky Lab.

Durante uma reunião de quinta-feira do Comitê de Apropriações do Senado, o secretário do DHS, John Kelly, foi perguntado se algum software Kaspersky estava sendo usado em sistemas DHS. Ele respondeu afirmativamente, mas não tinha certeza sobre a extensão do uso. O senador democrata Joe Manchin pediu um relatório abrangente, e Kelley prometeu entregar um.
Estamos muito preocupados com isso, muito preocupados com a segurança do nosso país", disse Manchin durante a audiência.
No início de maio, o Buzzfeed informou que várias fontes anônimas dentro da inteligência dos EUA estavam "preocupadas" com a relação entre o Kaspersky Lab e o governo russo.
Eles admitiram que não tinham nenhuma evidência que ligasse a Kaspersky à suposta interferência russa na eleição presidencial de 2016 ou qualquer incidência de hackers russos. A suspeita, porém, existe por dois motivos: em primeiro lugar, o software da Kaspersky é amplamente utilizado em muitas agências federais americanas, incluindo os Institutos Nacionais de Saúde, o Departamento de Justiça, o Departamento do Tesouro e vários escritórios e embaixadas dentro do Departamento de Estado.
Em segundo lugar, Kaspersky é russo. O fundador Yevgeny Kaspersky participou de um instituto técnico do KGB e serviu na inteligência militar soviética. Críticos ocidentais argumentam que ele nunca cortou realmente esses laços. Outros afiliados à Kaspersky são ex-funcionários do governo ou militares russos, como o COO Andrey Tikhonov que costumava trabalhar para o Ministério da Defesa da Rússia.
Em 2015, não muito tempo depois do lançamento da subsidiária dos EUA da Kaspersky, a Bloomberg informou que a Kaspersky Lab mudou radicalmente o seu escalão superior de liderança: "gerentes de alto nível deixaram [a empresa] ou foram demitidos, seus empregos muitas vezes preenchidos por pessoas com vínculos mais estreitos com militares da Rússia ou algumas dessas pessoas ajudam ativamente as investigações criminais do FSB, o sucessor do KGB, usando dados de alguns dos 400 milhões de clientes".
Durante uma entrevista com The Australian em 24 de maio, Yevgeny Kaspersky descartou as alegações de Bloomberg. "Nós temos ex-funcionários da defesa russa, da defesa europeia, da defesa israelense e de diferentes países. As pessoas estão vêm para um emprego e são bons, eles não estão mais trabalhando na defesa".
Quando Buzzfeed chegou a um comentário, um porta-voz disse que a Kaspersky "não tem vínculos com nenhum governo, e a empresa nunca ajudou, nem ajudará, nenhum governo no mundo com seus esforços de ciberespionagem e cibersegurança nos EUA. A empresa não envia ou permite o acesso a dados sensíveis de seus produtos ao governo dos EUA, os produtos da Kaspersky Lab também não permitem nenhum acesso ou fornecem dados secretos para o governo de qualquer país".
Em 24 de maio, a Kaspersky se ofereceu para entregar o código-fonte do software da empresa para a inteligência dos EUA, de modo a dissipar os receios de que ele contenha as chamadas "portas traseiras" que poderiam ser exploradas por hackers. "[Eu] lhes daria o código fonte para verificar", disse Yevgeny Kaspersky ao The Australian. "Quando temos contratos do governo, em alguns casos, somos convidados a divulgar nossas tecnologias — e nós o fazemos".
Ele descartou a possibilidade de uma vulnerabilidade intencional em seu software.
O Senado dos EUA usa frequentemente os produtos Kaspersky. No final de março, o senador republicano Marco Rubio questionou peritos de segurança cibernética e segurança nacional se eles estariam dispostos a usar um dispositivo protegido pelo software Kaspersky. A reação foi dividida. O ex-diretor-geral da NSA, Keith B. Alexander, disse que "não o faria, e você também não deveria. Existem outras empresas dos EUA que respondem e resolvem problemas que irão enfrentá-lo".
Mas Thomas Rid, professor de Estudos da Guerra no King's College de Londres, negou quaisquer laços entre a Kaspersky e Moscou, dizendo que a empresa "não é um braço do governo russo".
Quase todas as principais vozes na inteligência dos EUA, do diretor da CIA, Mike Pompeo, ao almirante Mike Rogers, da NSA, falaram em sua "consciência" sobre o Kaspersky, embora nenhuma acusação formal fosse cobrada.
A Kaspersky Lab teve problemas com outro o governo recentemente — o russo. O investigador-chefe Ruslan Stoyanov foi preso em dezembro de 2016 pela polícia russa sob acusações de ter fornecido "assistência financeira, técnica, assessoria ou outra assistência a um estado estrangeiro" antes de trabalhar para o Kaspersky.
A empresa repetidamente identificou e desmantelou um malware e um spyware que se originaram na Rússia, como o Red October (um programa de espionagem que visou as embaixadas) em 2013 e o Grupo Poseidon (um grupo russo de phishing) em 2016.

Mídia: T-50 russo pode eliminar qualquer engenho voador

O caça russo T-50 PAK FA é o mais potente do mundo, concluiu a Mobtada depois de analisar as capacidades do novo avião em comparação com o caça F-35.

De acordo com a publicação egípcia Mobtada, o caça russo pode destruir qualquer engenho voador, incluindo caças F-35. O T-50 é invisível para os radares mas isso não é a sua única vantagem. 
O caça russo pesa menos do que os análogos e pode ultrapassar o barreiro do som, o avião precisa só de uma pista de 350 metros para decolar ou aterrissar, comunica o Rossiiskaya Gazeta
De acordo com a edição, as capacidades do caça russo permitem-lhe dominar no espaço aéreo. Este avião pode manobrar à velocidade de 2100 km/h e voar na altitude de até 20 km, o caça pode alcançar a velocidade supersônica sem utilizar os aceleradores. A Mobtada acrescenta também que o avião pode voar durante 3,5 horas sem reabastecer e realizar voos à velocidade hipersônica a qualquer hora e em quaisquer condições climáticas. 
O T-50 detecta alvos numa distância de mais de 400 km e pode seguir cerca de 60 alvos e atacar 16 deles simultaneamente.

Novas armas reforçam a segurança pública no RS

Taurus PT 838C x PT 838 Standard - Teste de Tiro - NOVO

NOVA Taurus 2017



A Taurus apresentou ontem (25/05), para autoridades civis e militares, a sua nova plataforma de armas, a T Series. O evento, na sede da Brigada Militar em Porto Alegre, contou com a presença do Secretário de Segurança Pública, Cézar Schirmer. Durante a solenidade, foi oficializada a doação de equipamentos da companhia para as forças de segurança do Estado.
A nova família de armas é formada por duas séries de pistola, a TS e a TH, num total de 12 modelos e uma linha de fuzis T4, nos modelos T4.01, T4.02 e T4.03. Os novos equipamentos tornarão o portfólio da Taurus ainda mais completo e preparado para atender as necessidades das forças de defesa do Brasil e do Mundo.
Os novos produtos são frutos das mudanças promovidas na companhia pela nova gestão. Nos últimos anos, a Taurus recebeu mais de R$ 100 milhões em investimentos e modernizou seu parque fabril, concentrando todas as operações na renovada unidade de São Leopoldo (RS). Além disso, a companhia implantou ações para aprimorar seu serviço de pós-venda e relacionamento com clientes.
“Ficamos muito honrados em realizar a primeira demonstração prática da T Series aqui no Rio Grande do Sul, casa da Taurus, e em aproveitar a chance de homenagear esse importante estado, assegurando que as primeiras unidades da nossa nova linha de armas para uso policial serão utilizadas pelas forças de segurança gaúchas”, afirma o presidente da Taurus Brasil, Marco Aurélio Salvany. 
Taurus doa 150 armas para o Rio Grande do Sul
A Taurus formalizou hoje a doação de 150 armas de suas novas linhas de pistolas e fuzis ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul. O anúncio foi feito em evento na sede da Brigada Militar, em Porto Alegre, com a participação do Secretário de Segurança Pública do Estado, Cezar Schirmer, e mais de 120 convidados, incluindo os chefes dos principais grupos de elite das forças policiais gaúchas.A Taurus, disse o Secretário Schirmer, contribui diretamente para a economia e o desenvolvimento do Rio Grande do Sul e do país, gerando emprego e prosperidade. Segundo ele, empresa tem tradição de qualidade e excelência e a doação da Taurus é mais uma demonstração do comprometimento da companhia com o estado.
“As armas doadas pela Taurus são muito bem-vindas, dado o momento de dificuldade financeira que o estado do Rio Grande do Sul atravessa. A Taurus tem compreensão dessa realidade e busca nos ajudar da forma como lhe é possível, pela doação desses armamentos que serão muito importantes para equipar nossas forças de segurança”, disse ele após a solenidade.
A Taurus realizou, nos últimos 18 meses, extensa reestruturação de suas operações, aprimorando ainda mais sua qualidade e que culminou com o desenvolvimento da nova linha de armas demonstradas pela primeira vez ao público no evento de hoje.
“A Taurus passou por processo total de reengenharia, pelo qual juntou todas suas fábricas numa única operação, redesenhou seus processos de produção e criou novos protocolos de desenvolvimento”, disse Salesio Nuhs, vice-presidente da Taurus. “Nosso objetivo com isso foi fortalecer ainda mais a qualidade e segurança de nossos produtos, que agora foram testados e aprovados pelos profissionais de segurança e defesa presentes aqui em nosso evento hoje. ”
Veja abaixo as principais características das novas armas:
A TSeries foi desenvolvida atendendo os mais exigentes padrões de qualidade e segurança do mundo, reflexo do compromisso com a excelência que é tradição na Taurus.
Pistola TH Series
As pistolas TH Hammer são oferecidas nos calibres9mm, .40 S&W e .380 ACP, com versões FullSize e Compacta. As armas foram desenvolvidas especialmente para o mercado policial e militar, seguindo os mais rígidos protocolos de teste de resistência e segurança.
Robustas e precisas, elas são equipadas com mecanismo de disparo em ação simplesedupla e cão externo, garantindo a segurança ao usuário. O design do punho antiderrapante e do gatilho oferecem melhor ergonomia para a empunhadura.
O indicador de munição na câmara e a teclas ambidestras facilitam o manuseio desse armamento. A TH Hammer também oferece trilho para acessórios.
Anova linha mescla tecnologia de ponta brasileira e internacional e possui alto poder de fogo e facilidade de manutenção.
A pistola TH é um salto à frente em termos estruturais. O Batente do cão e o ferrolho são produzidos em aço liga com acabamento superficial teniferizado, o que proporciona maior proteção contra oxidação e maior dureza superficial. O novo suporte central, o retém do ferrolho ambidestro com novo sistema de fixação e o tirante do gatilho mais reforçado oferecem mais robustez ao sistema. O conjunto do suporte do cão e o perfil do gatilho foram projetados para oferecer um disparo suave e preciso.
Antes do lançamento, as pistolas passaram pelo novo e mais rigoroso protocolo de homologação da Taurus, que contempla 10 mil tiros com munição CBC Gold e prova de queda a dois metros de altura contra piso metálico. As armas possuem também um eficiente sistema de estancamento contra pó, areia e lodo/lama, atendendo normas internacionais de resistência ao ambiente (MIL-STD-810 G).
Pistola TS Series
A pistola TS Striker é a nova arma de pronto emprego da Taurus. A linha será oferecida nos calibres 9mm, .40 S&W e .380 ACP, nas versões Full Size e Compacta.
Equipadas com o inovador sistema de segurança de Dupla Trava de Gatilho (DTS -Dual Trigger Safety), trava de percussor com bloqueio físico e trava de queda, as novas pistolas superaram os mais rígidos protocolos de teste de resistência e segurança.
A linha TS possui peças intercambiáveis e será produzida na nova fábrica da Taurus em São Leopoldo (RS). A unidade concentra, desde 2016, toda a produção da companhia e é uma das mais avançadas do mundo, empregando processos inovadores na indústria de armamentos, que proporcionam maior eficiência na operação e garantem a qualidade superior das armas Taurus.
A pistola TS Striker é fruto de um projeto arrojado que a torna mais robusta, rápida e facilita sua manutenção. O design inovador, sem cantos vivos ou teclas externas, evita que o equipamento trave e facilita o pronto emprego. O retém do carregador é ambidestro e a arma oferece indicador de munição na câmara. O novo sistema de desmontagem do conjunto do ferrolho e a culatra removível demonstram o nível de inovação incorporado pelaTS. Já o perfil baixo do ferrolho oferece uma rápida recuperação de visada devido ao recuo reduzido.
Antes do lançamento, as pistolas passaram pelo novo e mais rigoroso protocolo de homologação da Taurus, que contempla 10 mil tiros com munição CBC Gold e prova de queda a dois metros de altura contra piso metálico. As armas possuem também um eficiente sistema de estancamento contra pó, areia e lodo/lama, atendendo normas internacionais de resistência ao ambiente (MIL-STD-810 G).

Fuzil Taurus T4
A Taurus apresenta em 2017 a sua linha de fuzis táticos, que reforça e torna ainda mais completo o portfólio de armas longas da companhia. O lançamento oficial ocorreu durante o SHOT Show 2017, em Las Vegas (EUA), maior feira de armas do mundo.
O fuzil T4 Series da Taurus tem calibre 5,56 NATO e capacidade para 30 cartuchos e vem em três versões. Os modelos T4.01 e T4.03 vêm com guardamão em alumínio enquanto o T4.02 tem a proteção fabricada em polímero. O modelo T4.01 tem cano na configuração 11,5’ e as versões T4.02 e T4.03 virão com o cano em 14,5’.
Desenvolvido para alto desempenho em missões militares e policiais o T4 é baseado na consagrada plataforma M4. O armamento alia precisão, confiabilidade e poder de fogo que o tornam ideal para uso em diferentes tipos de missão.
Arma leve, o fuzil T4 possui quebra chamas Stanag, coronha telescópica e empunhadura ergonômica. O armamento é fabricado com materiais de última geração e tem desenho específico que permite o acoplamento de diversos acessórios.
A Taurus é uma empresa Estratégica de Defesa e integrante da Base Industrial de Defesa (BID) com 77 anos de história e reputação sólida, baseada na excelência de seus produtos. A companhia é dona de mais de 45 patentes nacionais e internacionais e recebeu diversos prêmios internacionais e nacionais por sua atuação e pela qualidade de seus produtos.

Sediada em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, a companhia emprega mais de 2.900 pessoas no país, exporta para mais de 85 países. A companhia é a maior fabricante de revólveres e a quinta maior produtora de pistolas do mundo, além de ser a quarta marca mais vendida no exigente mercado dos Estados Unidos.

Arquivo do blog segurança nacional