Wikipedia

Resultados da pesquisa

domingo, 8 de janeiro de 2017

Por que o Chile investe tanto nas suas forças armadas

Exercito Brasileiro 2017 - Forças Armadas Brasileiras HD Brazilian Armed Forces 2017

Submarino nuclear Knyaz Pozharsky

Conheça o novo submarino nuclear russo Knyaz Pozharsky.

O submarino cruzador estratégico de quarta geração Knyaz Pozharsky é uma novidade russa. Ele faz parte do projeto 955 Borei, correspondente à designação Borei da OTAN. Veja suas principais características no infográfico da Sputnik.

Pesquisa: residentes dos países do Ocidente receiam começo da Terceira Guerra Mundial


O mundo está à beira da Terceira Guerra Mundial, acreditam os residentes dos países ocidentais que foram questionados pela empresa YouGov.

Os sociólogos realizaram uma pesquisa entre nove mil pessoas em nove países do Ocidente, incluindo os EUA, Reino Unido e França, informa o jornal britânico The Independent.

Nos EUA, 64% dos entrevistados acham que não será possível evitar a Terceira Guerra Mundial, enquanto apenas 15% acreditam em um cenário pacífico. Ao mesmo tempo, no Reino Unido, 61% sentem que guerra global está próxima e 19% são otimistas quanto à paz.

O medo é mais notável nos franceses e americanos, mas por várias razões", destaca o diretor de pesquisas políticas e sociais da YouGov, Anthony Wells.

Na opinião dele, o receio dos norte-americanos tem a ver com as incertezas em relação à presidência de Donald Trump. Os franceses também têm medo de ameaças terroristas – 81% opinam que novos atentados possam acontecer no país em breve. Finalmente, a pesquisa realizada revelou que 71% dos britânicos e 59% dos norte-americanos se sentem ameaçados pela Rússia.

Nova administração dos EUA deve refusar 'irremediável' caça F-35, diz perito

Segundo o perito, "não há conserto para o F-35". Os seríssimos erros de engenharia foram cometidos ainda durante a elaboração do plano, sendo que tal tipo de "falha" não pode ser sujeito à correção.

Em primeiro lugar, o autor da revista National Review destaca a irracionalidade dos engenheiros da empresa Lockheed Martin quanto ao grande peso do avião. Segundo afirma Fredenburg, os arquitetos do caça "aligeiraram" o F-35 para desmontagem dos armamentos necessários e simplificação do sistema de segurança dos voos. Em resultado, "o caça de perspectiva terá que evitar choques com inimigos e realizar tarefas de combate acompanhado por outros aviões".

Além disso, as ligas de alumínio do F-35 simplesmente não aguentam elevadas sobrecargas. Mais um problema sério, segundo diz o observador, está relacionado à instabilidade de funcionamento do motor e constantes falhas no sistema de refrigeração. "Chegou a hora de abrir os olhos: devido aos seríssimos erros cometidos há 20 anos durante a construção do avião, o F-35 sempre enfrentará problemas ‘com peso' e superaquecimento. Deste modo, no âmbito deste programa, nunca teremos um avião seguro e de médio custo", escreveu o especialista. Ao finalizar, o autor apela pare que o presidente eleito dos EUA não leve adiante o desvantajoso programa e "salve as finanças dos contribuintes norte-americanos" do projeto sem perspectiva, estimado em 1,5 trilhão de dólares.

Arquivo do blog segurança nacional