Wikipedia

Resultados da pesquisa

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

2017 entrou em vigor a lei que obriga todos os carros registrados na Rússia a possuírem o sistema de posicionamento global Glonass.

Em carros de passageiros, o sistema russo, análogo do GPS, informará automaticamente sobre a ocorrência de acidentes rodoviários. Ele também deverá facilitar muito o trabalho dos policiais no local do acidente.

O sistema partilha o local, a hora e a velocidade exatos no momento de qualquer acidente. Assim, a tarefa do policial que chega ao local será bastante facilitada visto que os dados apresentados são extremamente precisos. © SPUTNIK/ ALEKSEI NIKOLSKY Rússia planeja lançar Glonass na Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão e Nicarágua De acordo com a nova alteração à lei, todos os carros que estão sendo fornecidos à Rússia devem ser equipados com o sistema. Uma série de marcas de carros de luxo ameaçou sair do mercado russo por esta razão, argumentando a decisão pelo custo de realizar testes do sistema em grande número de veículos. Mesmo assim, a lei acabou sendo aprovada e já está em vigor. O sistema funcionava no país desde 1 de janeiro do ano passado, 2016, em carros dos serviços de emergência, partilhando dados precisos do local do acidente.

desenvolvimento da Armada chinesa. "Hoje, as tecnologias de proteção passiva

Em entrevista à Sputnik Mundo, Vasily Kashin, especialista em questões militares, revelou os detalhes desta descoberta.

Segundo Kashin, a tecnologia poderá ter grande influência sobre o desenvolvimento da Armada chinesa. "Hoje, as tecnologias de proteção passiva são mais usadas do que as de proteção ativa. As últimas visam abafar ou esconder sinais acústicos de navios, assim como criar interferências nos sistemas de detecção do inimigo", aponta Kashin. Segundo o especialista, a nova tecnologia é fruto da investigação realizada na China na área de comunicações e computação quânticas.
Embora a referida tecnologia não funcione contra sistemas passivos, ela pressupõe um grande avanço que poderá mudar de maneira radical as técnicas de guerra submarina, considera Kashin.

O especialista acrescenta que o uso do novo sistema de proteção ativa dependerá de seu custo e capacidade de aguentar o funcionamento prolongado em ambientes hostis. Kashin conclui que os resultados dos testes da tecnologia poderão fazer com que a China resolva o problema da capacidade insuficiente da sua defesa antissubmarina, o que terá impacto sobre o programa de desenvolvimento da sua frota.

Os Estados Unidos estão expandindo a sua venda de veículos aéreos não tripulados para a Espanha

Em comunicado oficial, o Pentágono anunciou que a General Atomics ganhou um contrato no valor de 56 milhões de dólares para fornecer drones MQ-9 Reaper ao país europeu, através do programa de exportações militares da Defesa dos EUA. Conforme esse contrato, a empresa também ficará encarregada de fornecer todos os equipamentos associados a esses veículos ao longo dos próximos dois anos. 

O MQ-9 Reaper, também conhecido como Predator B, é capaz de permanecer até 27 horas no ar viajando a uma altitude de 50 mil pés. Ele é indicado para monitorar fronteiras e ajudar no direcionamento dos esforços de resgate após desastres naturais, entre outras missões. 

2016 ARMATA T 14 demostração

Russian T-14 Armata and New Technology

Indian Navy 2017 Latest Official Documentario

Arquivo do blog segurança nacional