Wikipedia

Resultados da pesquisa

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Rússia desenvolve drones de médio e longo alcance que voarão a até 800 km/

A fonte informou que a Sukhoi Aviation Holding Company (JSC) está desenvolvendo o veículo de longo alcance Okhotnik-U UCAV, enquanto o bureau Simonov conduz o trabalho de criação do drone de combate de médio alcance Zenitsa. Segundo o funcionário da Defesa, o primeiro deverá ser uma aeronave sem cauda. Já o outro é baseado no Tupolev Tu-143 Reys (Flight), desenvolvido na década de 1980.
Drones russos atualmente executam trabalhos de reconhecimento e outras tarefas. Um deles é o Orlan UAVs, que realiza missões de busca e observação na Síria. O ex-chefe da United Aircraft Corporation, Mikhail Pogosyan, disse a repórteres anteriormente que o drone Okhotnik-U teria 20 toneladas métricas e seria desenvolvido até 2020.

Sputnik Brasil SEGURANÇA NACIONAL BLOG 

Rússia usa bombas anti-bunker para destruir o Estado Islâmico na Síria

O porta-voz explicou que os aviões russos atacaram 11 campos de treinamento do Estado Islâmico nas províncias de Hama e Raqqa, na Síria. Além disso, caãs Su-25 e Su-34 atacaram oito alvos do grupo terrorista na província de Homs, destruindo fortificações.
"A Força Aérea russa atinge o depósito de combustíveis do grupo terrorista Estado Islâmico em Khan al-Asal", diz o tweet do Ministério da Defesa da Rússia.

Segundo Konashenkov, os caças russos usaram bombas anti-bunker para destruir construções subterrâneas do Estado islâmico no noroeste da Síria.

O Ministério da Defesa da Rússia está pronto para discutir com parceiros ocidentais quaisquer propostas construtivas na luta contra o Estado Islâmico, reforçou o porta-voz.

Nesta quinta-feira, os departamentos militares de EUA e Rússia informaram que estabelecerão contatos para garantir a segurança de voos sobre a Síria e trocaram propostas para cooperação nesse setor.

Caças russos Sukhoi Su-25, Su-24M e Su-34, com o apoio de aviões Su-30, começaram ataques precisos contra alvos do Estado Islâmico na Síria no dia 30 de setembro, após um pedido do presidente do país, Bashar Assad. Até agora, a aviação russa já bombardeou mais de 100 posições terroristas, destruindo postos de comando, campos de treinamento e arsenais.

SEGURANÇA NACIONAL BLOG.SNB

Arquivo do blog segurança nacional