Wikipedia

Resultados da pesquisa

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

pacote de negócio de US $ 1 bilhão, Russia com Angola

RIA Novosti) - estatal monopólio de exportação de armas da Rússia assinou um pacote de negócio de US $ 1 bilhão, com Angola para fornecer equipamento militar, construir uma fábrica de munições e prestar serviços de manutenção, Vedomosti Business Daily quarta-feira.
Rosoboronexport irá fornecer 18 caças Su-30K para a nação sul Africano, disse o jornal, citando fontes na companhia de exportações de armas eo exército russo.
Os caças Su-30K em questão são de um lote de aeronaves que foram inicialmente fornecidas para a Índia na década de 1990, antes da Delhi receber o mais avançado multirole variante Su-30MKI.Eles foram devolvidos para a Rússia em 2007, Vedomosti disse, e, desde então, ficado ocioso em uma fábrica de reparação da Bielorrússia.
Eles tinham sido oferecido anteriormente à Bielorrússia, Sudão e Vietnã.
Também na lista estão Mi-17 helicópteros de transporte, tanques, artilharia, armas de fogo e munições, segundo o jornal.
Rosoboronexport irá realizar manutenção de equipamentos militares de fabricação russa, usado pelas forças armadas de Angola, disse o relatório.
Rosoboronexport eo Ministério da Defesa russo não fez nenhum comentário oficial sobre as supostas ofertas, que Vedomosti disse que foram assinados na semana passada, durante viagem vice-premiê russo de Dmitry Rogozin para Angola, aliado geopolítico da Rússia desde a era soviética.
SEGURANÇA NACIONAL BLOG,,SNB

Cade aprova acordo entre Embraer,e Avibras AEL Sistemas

 O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) informou nesta segunda-feira que aprovou o acordo entre a Embraer, a AEL Sistemas e a  Avibras. Anunciado em fevereiro deste ano, o acordo consiste na aquisição, pela Avibras, empresa de equipamentos e sistemas de alta tecnologia, de 9% do capital Harpia, joint venture formada entre a Embraer Defesa e Segurança e a AEL Sistemas, subsidiária do grupo israelense Elbit Systems.
O negócio foi aprovado sem qualquer restrição pela superintendência-geral do órgão brasileiro de defesa da concorrência, que informou sua decisão por intermédio do Diário Oficial da União.
O objetivo é explorar de forma conjunta o mercado de veículos aéreos não tripulados (vants). Pelo acordo, a Harpia passará a contar com o projeto do veículo Falcão, desenvolvido pela Avibras para uso das Forças Armadas brasil eiras. O veículo será capaz fazer “missões de  reconhecimento, aquisição de alvos, apoio à direção de tiro, avaliação de danos, vigilância terrestre e marítima”, informam as empresas envolvidas na documentação disponibilizada pelo Cade.
A Embraer continuará tendo 51% da Harpia. Os 9% que passam para a Avibras eram da AEL Sistemas, que ficará com 40% do capital da joint venture.
(Valor)  SEGURANÇA NACIONAL BLOG,, SNB

Arquivo do blog segurança nacional