Wikipedia

Resultados da pesquisa

sexta-feira, 6 de abril de 2012

CIA publica relatório sobre o Irã


Em 2011, o Irã continuou a realizar o seu programa de enriquecimento de urânio, no entanto, já praticamente esgotou o concentrado necessário para tal, lê-se no relatório anual da CIA.
O urânio enriquecido é produzido no centro subterrâneo em Natanz. O Irão começou também a produção de urânio enriquecido na usina de Fordow, perto da cidade de Kum.
Os serviços secretos norte-americanos sublinham que, devido a várias circunstâncias, em 2012, o progresso no enriquecimento de urânio de certa forma estagnou.
Ao mesmo tempo, o Irã progrediu no que se refere ao programa de criação de mísseis balísticos. O relatório sublinha que o Irã tenta construir estes mísseis de forma autónoma, importando os principais componentes da Rússia, Coreia do Norte e China...SEGURANÇA NACIONAL

Engenheiros britânicos criaram uniforme militar do futuro


O equipamento moderno de um soldado em muitos países do mundo inclui dispositivos eletrónicos, algumas tropas utilizam serviços poderosos de comunicação por satélite, aparelhos de visão noturna, etc. No entanto, os muitos cabos e baterias criam algum desconforto. Para resolver este problema, foi criado um uniforme com cabos inseridos na própria estrutura do tecido.
O protótipo de novo uniforme criado por engenheiros britânicos possui uma fonte de alimentação e é uma espécie de rede local à qual podem ser ligados vários equipamentos. Se, até agora, para cada dispositivo era necessária uma fonte de alimentação à parte, agora, através da estrutura em rede do uniforme, podem ser ligados vários aparelhos simultaneamente a uma única fonte de alimentação...SEGURANÇA NACIONAL

Annan pede a Brasil que envie tropas para ajudar a monitorar situação síria


Jamil Chade, correspondente
GENEBRA - O enviado da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe para a crise síria, Kofi Annan, quer que o Brasil envie tropas para integrar o contingente de observadores que será deslocado para monitorar um eventual plano de paz em Damasco e a implementação de um cessar-fogo.A informação foi dada ao Estado com exclusividade pelo porta-voz de Annan, Ahmed Fawzi. A ONU espera delinear até a semana que vem um grupo de cerca de 250 homens que seriam enviados à Síria para garantir o cumprimento de um cessar-fogo, a partir do dia 12. Mas ativistas sírios, Annan e o próprio secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon alertam que a repressão ganhou força nos últimos dias, numa demonstração de que o regime de Bashar Assad não dá sinais de ceder.
Em Brasília, por meio de sua assessoria de imprensa, o Itamaraty informou não ter recebido pedido para o envio de soldados à Síria. A criação de uma força de paz, ainda de acordo com a assessoria, somente é feita depois de aprovada no Conselho de Segurança da ONU, o que ainda não se deu. Caso isso ocorra, informa o Ministério de Relações Exteriores, o Brasil estudará o pedido de envio, pois o País "acompanha com interesse a situação na Síria".
Annan deu um prazo até terça-feira para que o regime sírio e a oposição comecem a abandonar as armas e Damasco retire tanques e armas pesadas de centros urbanos. Com isso, um cessar-fogo amplo seria iniciado de fato na quinta-feira. O acordo também prevê que nenhuma cidade será alvo de uma nova incursão militar.
"Esperamos que no dia 10 o governo sírio tenha concluído a retirada de suas tropas dos centros urbanos", disse Fawzi. "A partir desse momento, começa um período de 48 horas, durante o qual cessarão totalmente todas as formas de violência por todas as partes, o que inclui o governo sírio e a oposição."
"Daí, então, esperamos que haja espaço para um diálogo político", disse Fawzi. "O cessar-fogo não é um fim em si mesmo. Tudo isso é para criar condições para que haja um diálogo na direção da democracia. Por isso, a missão de observadores é fundamental", disse Annan.
Para garantir o pacto, Annan iniciou nos últimos dias um dialogo com alguns governos sobre a possibilidade do envio dos soldados para a missão de observação. Os soldados seriam enviados desarmados e apenas com a missão de relatar se Assad e os rebeldes estão ou não cumprindo o acordo.
Fawzi indicou que o Brasil já foi procurado extraoficialmente e informado do interesse de Annan - acrescentando que, nos próximos dias, uma carta oficializando o pedido será enviada a Brasília. "O Brasil está na lista dos países que queremos que atuem", disse o porta-voz de Annan.
No total, Annan havia selecionado aproximadamente uma dúzia de países que gostaria de ver na operação. A lista foi feita com base nas características dos governos e na capacidade de serem considerados interlocutores tanto do Ocidente quanto do governo sírio.
Fawzi evitou dar mais detalhes, alegando que Annan "não negocia pela imprensa". Há duas semanas, o Estado relatou que Annan telefonou para o chanceler Antonio Patriota justamente para pedir apoio nos esforços de mediação na Síria. Já naquela ocasião, Annan antecipou a Patriota o fato de que estava pensando em enviar a missão de 250 observadores para a Síria.
O Brasil mantém tropas no Haiti e uma fragata no Líbano. Na visão da ONU, o envio de soldados credenciaria o Brasil a novos esforços de paz no Oriente Médio. Para Annan, a missão na Síria teria um formato pouco tradicional. "Não há um front ou linhas determinadas separando a oposição e o governo. Não podemos ter uma força tradicional de manutenção da paz", disse Annan à Assembleia-Geral da ONU. Segundo ele, essa força deve ser relativamente pequena, flexível, ágil e ter acesso a todo o país em segurança.
Na quarta, uma equipe avançada de sua missão desembarcou na Síria para já começar a negociar de que forma os observadores militares atuarão. Para liderar a implementação de um acordo, Annan escolheu o general norueguês Robert Mood, que já está em Damasco.
Sem trégua
A esperança de Annan de um cessar-fogo vem justamente no momento em que ativistas alertam que Assad tem intensificado os ataques. Para a oposição, Assad estaria ganhando terreno antes do cessar-fogo, enquanto 2,3 mil refugiados sírios cruzaram a fronteira com a Turquia nas últimas 24 horas, segundo o governo de Ancara.
De acordo com a Anistia Internacional, 232 pessoas morreram na Síria desde que Assad afirmou ter aceitado considerar o plano de paz de Annan, na semana passada. O governo sírio, porém, relata que, na realidade, está retirando suas tropas de Deraa, Idlib e Zabadani...SEGURANÇA NACIONAL

Acidente com jato da Marinha destrói prédios nos EUA


AE - Agência Estado
Um jato F-18 da Marinha dos Estados Unidos bateu nesta sexta-feira contra um prédio em Virginia Beach, no Estado de Virgínia, mas os dois membros da tripulação que estavam na aeronave conseguiram se ejetar antes do acidente. Eles foram socorridos e levados para um hospital com ferimentos leves, juntamente com outras quatro pessoas, segundo informou um porta-voz da cidade. As equipes de resgate ainda procuravam por vítimas no início da noite. De acordo com informações da imprensa local, três prédios foram destruídos e dois tiveram danos significativos.
O jato de dois lugares colidiu contra o prédio por volta do meio-dia (horário local), a pouco mais de três quilômetros da estação aérea naval Oceana, de acordo com um porta-voz da Marinha. Um representante do corpo de bombeiros de Virginia Beach disse que funcionários da Marinha estavam no local do acidente no início da noite, juntamente com equipes que prestavam os primeiros socorros. Segundo um representante do serviço médico de emergência da cidade, o dano poderia ter sido muito maior se os pilotos do jato não tivessem despejado todo o combustível da aeronave antes da colisão.
Segundo Robert Matthis, assistente da administração municipal de Virginia Beach, até o início da noite não havia informações sobre mortos. O governador do Estado de Virgínia, Bob McDonnell, disse ao prefeito da cidade, Will Sessoms, que vai fornecer todo o auxílio necessário. "Nós estamos monitorando os acontecimentos atentamente e os policiais estaduais estão agora no local. Nossas preces são para que ninguém tenha morrido ou se ferido gravemente nesse acidente", comentou o governador. Ainda não se sabe a causa da queda do jato.
A região de Hampton Roads, no sudeste de Virgínia, é a casa de uma significativa comunidade militar, incluindo a grande base naval Norfolk. O jato que colidiu contra os prédios faz parte do esquadrão que treina os pilotos da Marinha e dos fuzileiros navais. Segundo o website da unidade, o treinamento inclui missões de ataque. O mesmo modelo de jato caiu em dezembro de 2008 durante um treinamento em San Diego (Califórnia), matando quatro pessoas e destruindo duas casas.
O deputado republicano Scott Rigell, que é da Virgínia, disse em um comunicado que "nossas preces estão com toda a região de Hampton Roads e com as comunidades militares, já que os socorristas estão lidando com a situação em solo admiravelmente. Eu conversei com o governador McDonnaell, o prefeito Sessoms e os dirigentes da estação Oceana, e minha equipe e eu estamos prontos a ajudar da maneira que for preciso". As informações são da Dow Jones e da Associated Press...SEGURANÇA NACIONAL 

Jato da Marinha dos EUA bate contra prédio na Virgínia


Um jato F-18 da Marinha dos Estados Unidos bateu nesta sexta-feira, 6, contra um prédio em um bairro residencial em Virginia Beach. Os dois pilotos da aeronave tiveram tempo de se ejetar, segundo o Pentágono. Seis pessoas, incluindo os dois militares, foram encaminhadas a hospitais próximos. Não há detalhes sobre o estado de saúde das vítimas.  
Com o impacto, cinco edifícios tiveram danos "importantes', declarou o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Virgínia, Tim Riley. Cinco viaturas dos bombeiros, ambulâncias e policiais cercaram a região. O jato pertence à base aérea de Oceana localizada em Virgínia, onde os pilotos fazem treinamento.
Em comunicado, as Forças Armadas afirmaram que o acidente ocorreu por volta das 12h (horário local), momentos depois de o jato deixar a base. Ainda segundo o texto, as forças disseram que estão trabalhando em conjunto com as autoridades locais. As causas do acidente ainda não foram esclarecidas. Uma testemunha afirmou ter visto o jato voar abaixo do normal e com fogo em uma das asas.
Em fotografias enviadas por testemunhas ao portal de notícias CNN era possível ver fogo e fumaça entre os edifícios. De acordo com a rede de televisão CNN, um dos edifícios atingidos é uma casa e ao menos duas pessoas teriam sido levadas a um hospital da região.
Com informações da Dow Jones, Efe e AP..SEGURANÇA NACIONAL

Arquivo do blog segurança nacional