Wikipedia

Resultados da pesquisa

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

13ª Brigada de Infantaria Motorizada realiza formatura de início da Operação Ágata 3




Cáceres (MT) – No dia 22 de novembro, no 2º Batalhão de Fronteira em Cáceres/MT, o Comandante da Operação Ágata 3 na região do Mato Grosso, General Bernardes, presidiu uma formatura de início da Operação com militares da Brigada, da 1ª Companhia do 28º Batalhão de Infantaria Leve de Campinas/SP e de uma Companhia do Grupamento Especial de Fronteira da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso (GEFRON), que serão empregados durante o desencadear da Operação na faixa de fronteira.

O Caçador Exercito Basileiro



O Caçador em Operações de Paz
Elemento decisivo na pacificação de diversas localidades durante as Operações de Paz e na proteção de outras tropas desdobradas no difícil ambiente das operações de paz no Haiti.


Furtividade, paciência, precisão e conhecimento técnico são essenciais para o cumprimento das missões do Caçador, que muitas vezes infiltra-se profundamente em território inimigo sem qualquer apoio.Furtividade, 

Operação Saci da Brigada de Infantaria Pára-quedista


Rio de Janeiro – No período de 17 a 19 de novembro, a Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt), tropa formada por soldados do efetivo profissional, preparada para saltar de aeronave em voo e operar em qualquer parte do território nacional, realizou a “Operação Saci”, que coroou o adestramento das frações orgânicas dessa Grande Unidade da Força de Ação Rápida Estratégica do Exército Brasileiro.
Durante a“Operação Saci”, a Bda Inf Pqdt realizou o lançamento de mais de 1500 paraquedistas armados e equipados, que, após o salto, realizaram o deslocamento e a ocupação de pontos estratégicos do Estado do Rio de Janeiro, como a Companhia Siderúrgica do Atlântico, a Termoelétrica de Santa Cruz e a Estação de Tratamento de Água do Rio Guandu, num contexto de exercício.
O salto dos paraquedistas ocorreu em Itaguaí, região Sul do Estado do Rio de Janeiro, sendo que cada leva de lançamentos foi composta de 8 aeronaves C-130 (Hércules) e 2 aeronaves C-105 (Amazonas) da Força Aérea Brasileira. A missão de salto foi realizada em 3 levas de lançamento de pessoal e ocorreu também o lançamento de carga e de cão de guerra.Operação Saci






















STEALTH Secrets

lnformaçaõ as leitores do blog segurança nacional

                              
                                 lnformaçaõ as leitores do blog segurança nacional
                                 ENTRE COM URL SEGURANÇANACIONALBLOGSPOT.COM
                                 AGORA E MUITO FACIL ENTRA NO BLOG

Rússia ameaça instalar mísseis na fronteira com a UE


AE - Agência Estado
MOSCOU - A Rússia alertou o Ocidente nesta quarta-feira, 23, de que poderia instalar mísseis nas fronteiras com a União Europeia (UE) para fazer frente às instalações antimísseis que os Estados Unidos pretendem alocar no leste europeu.
Medvedev: 'estamos preparados para instalar mísseis Iskander' - AP
AP
Medvedev: 'estamos preparados para instalar mísseis Iskander'
O presidente russo, Dmitry Medvedev, disse que o país estava preparado para instalar mísseis Iskander, que as autoridades alegam ter um alcance de até 500 quilômetros, no enclave de Kaliningrado, que faz fronteira com a Polônia e a Lituânia, ambas as nações membros da UE. Ele também ameaçou abandonar o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start, na sigla em inglês).
Se medidas não forem tomadas para limitar os planos americanos, "a Rússia vai instalar no oeste e no sul do país modernos sistemas de armas de fogo que poderiam ser usados para destruir os componentes da defesa antimísseis dos EUA", disse Medvedev. "Uma das ações da Rússia poderia ser a instalação de sistemas de mísseis Iskander em Kaliningrado", acrescentou, em um discurso televisionado.
A Romênia e a Polônia concordaram em ter em seus territórios parte de um renovado escudo antimísseis dos EUA. Os americanos alegam que o objetivo desse sistema de defesa é se proteger de países como o Irã, porém a Rússia acredita que o sistema também terá como alvo o seu território.
A questão já há algum tempo tem sido um obstáculo para um "recomeço" das relações entre Rússia e EUA. Medvedev afirmou que a medida americana poderia impactar na cooperação de desarmamento entre as duas nações. "Se a situação não correr bem, a Rússia, então, reserva-se o direito de suspender novas medidas em matéria de desarmamento e dos correspondentes controles de armas", afirmou o presidente, falando da residência dele, em frente a uma bandeira da Rússia.
Ele também disse que o impasse poderia levar a Rússia a abandonar o Start em relação às armas nucleares. O acordo havia sido ratificado por Medvedev e pelo presidente dos EUA, Barack Obama, em abril do ano passado. "Isso poderia ser um começo para a nossa saída do Start."
As informações são da Dow Jones.

Cientista elabora 'guia turístico' para interessados em Marte


MADRI - Os cientistas e simpatizantes já têm à disposição um guia turístico de Marte, uma obra que reúne os dados mais úteis do planeta vermelho, entre eles os lugares onde há maior abundância de água, relevo e até a roupa usar para se proteger do clima extremo.

A obra - A Traveler's Guide to Mars - de quase 500 páginas relata parte das descobertas que a ciência fez no planeta e traz informações curiosas que as missões espaciais apresentaram até o momento.

Os interessados nesse tipo de literatura científica podem conhecer em detalhes o Olympus Mons, o maior vulcão do sistema solar, com uma extensão semelhante à do Reino Unido e altura três vezes superior ao Everest.

Outro ponto que vale ser identificado é o Tharsis Planitia, um planalto elevado com planícies tão extensas como as da Europa, mas sobre uma altitude de nove quilômetros, e os Valles marineris, um imenso canyon perto do qual o Grande Canyon do Colorado (EUA) seria uma simples rachadura.

A obra, escrita pelo cientista americano William Kenneth Hartmann, copila dezenas de imagens de Marte feitas por sondas, como a Mars Global Surveyor e a Mars Odyssey, e localiza cada um de seus pontos curiosos em um mapa topográfico regional, além de informar os detalhes de cada um.

Enquanto a ciência ainda investiga a hipótese de que alguma forma de vida possa ser viável em Marte, já existe um consenso: a evolução de seu clima registrou uma mudança climática muito mais drástica do que a da Terra.

A obra inclui capítulos típicos de um guia turístico, entre eles o clássico "O que devo vestir?", onde aborda as temperaturas típicas do ar do planeta, que oscilam entre -87 graus durante a noite ao "ameno" -25 de dia, e a do solo, que no verão pode subir até 10 graus.

Com essas condições, um uniforme espacial similar ao dos astronautas que foram à Lua poderia ser suficiente, mas as botas e as luvas teriam de ter isolamento especial, porque tudo o que for tocado terá uma temperatura muito inferior.

O guia revisa o conhecimento científico apresentado por todas as missões ao planeta vermelho, que começaram na década de 70 e foram sucedidas desde então pela participação das principais agências espaciais do mundo. Essa informação será ampliada com o robô Curiosity, que a Nasa enviará de Cabo Canaveral no próximo sábado

Lixo espacial pode obrigar astronautas da ISS a se protegerem em nave


WASHINGTON - A Nasa (agência espacial americana) monitora um fragmento de lixo espacial que poderia obrigar os astronautas da Estação Espacial Internacional (ISS) a se abrigarem na nave russa Soyuz, que pode acabar servindo como "bote salva-vidas".

Os três astronautas, que chegaram à ISS há menos de uma semana, foram informados nesta terça-feira pelo controle de missão em Houston (Estados Unidos) que uma peça de dez centímetros do satélite climatológico chinês Fengyun 1C, destruído em 2007, se aproxima da estação.

As previsões indicam que o objeto pode se aproximar a 850 metros da estação nesta quarta-feira, colocando em alerta os três astronautas - o comandante Dan Burbank e os engenheiros de voo Anton Shkaplerov e Anatoly Ivanishin.

As mais recentes medições mostram que o fragmento de satélite poderia passar por uma distância maior, mas a diretora de voo da missão na Terra, Ginger Kerrick, entrou em contato por rádio com os três astronautas às 17h06 (de Brasília) para avisá-los sobre a possibilidade de refúgio.

Se o monitoramento mostrar que o objeto se aproxima demais, o controle da missão pediria à tripulação que tomasse as precauções estabelecidas pelo protocolo, como fechar a escotilha entre os módulos da estação e entrar na nave Soyuz, tudo em até 30 minutos antes da aproximação máxima.

Sonda russa Phobos-Grunt dá sinais de vida


Efe

PARIS - Horas após ser considerada perdida no espaço, a sonda interplanetária russa Phobos-Grunt, que por uma ação ainda não esclarecida ficou em órbita terrestre em vez de seguir rumo a Marte, deu sinais de vida, confirmou em comunicado a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês).
A ESA indicou que a estação de acompanhamento de Perth (Austrália) recebeu sinais da Phobos-Grunt nesta terça-feira, primeira vez que se consegue estabelecer contato com a sonda, lançada ao espaço há duas semanas.
"Estabelecemos comunicação com o aparelho em uma frequência, mas por enquanto não recebemos informações", disse à agência de notícias oficial russa "Itar-Tass" o representante da ESA na Rússia, Rene Pishel.
O contato ocorreu horas após o subdiretor da Roscosmos (agência espacial russa), Vitaly Davydov, considerar a sonda praticamente perdida.
A ESA anunciou que estuda agora maneiras de manter a comunicação com a sonda e ressaltou que suas equipes "estão trabalhando estreitamente com engenheiros da Rússia para determinar a melhor maneira de manter a comunicação".
Lançada no último dia 8, a Phobos-Grunt deveria cumprir uma missão de 34 meses que incluía o voo a Phobos (uma das duas luas de Marte), um pouso à superfície do astro e, por fim, o retorno à Terra de uma cápsula com amostras do solo do satélite marciano.
O projeto, avaliado em 5 bilhões de rublos (US$ 170 milhões), tinha como objetivo estudar a matéria inicial do sistema solar e ajudar a explicar a origem de Phobos e Deimos - a segunda lua marciana -, assim como dos demais satélites naturais do Sistema Solar.

Rússia vai criar sistema antimísseis invencível


A capacidade de reação do sistema de alerta contra ataques de mísseis contra a Rússia será grandemente aumentada.

A Defesa decidiu criar um sistema espacial único de detecção e comando de combate, que vai incluir uma nova geração de veículos espaciais e postos de comando atualizados, o que permitirá detectar o lançamento de qualquer míssil de qualquer ponto do planeta a uma distância de 6 mil quilômetros da Rússia.


Mau tempo ameaça teste do Bulava, marcado para o fim deste mês
O último lançamento de teste do míssil Bulava este ano, programado para o final deste mês, poderá ser adiado devido às condições meteorológicas no Extremo Oriente da Rússia, onde os testes são realizados. De acordo com o Ministério da Defesa, caso se confirme o adiamento, os testes finais com os mísseis Bulava serão transferidos para junho de 2012.
Por enquanto, os lançamentos permanecem programados para ocorrer a partir do submarino nuclear “Yuri Dolgoruki”. Submerso no mar de Barents, o submarino vai disparar dois mísseis Bulava em direção ao Polígono de Kura, na península de Kamchatka.

Rússia aprova terceiro protótipo do T-50


Foi realizado em Komsomolsk-no-Amur, no Extremo Oriente da Rússia, o primeiro voo do terceiro protótipo do modelo de quinta geração T-50. O avião ficou no ar pouco mais de uma hora, e o voo foi aprovado pelos técnicos responsáveis, segundo o serviço de imprensa da Sukhoi, fabricante do aparelho.
A primeira demonstração pública do avião foi realizada em 17 de agosto deste ano, em Zhukovski, perto de Moscou, no Salão Aeroespacial MAKS-2011.

O avião tem características únicas, combinando as funções de ataque e caça. Além disso, o T-50 é praticamente invisível aos radares.

Arquivo do blog segurança nacional