Wikipedia

Resultados da pesquisa

domingo, 26 de dezembro de 2010

Petraeus anuncia operações militares perto do Paquistão

AE - Agência Estado


O general David Petraeus, principal comandante das forças norte-americanas e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão, afirmou que haverá mais operações militares conjuntas nos dois lados da fronteira desse país com o Paquistão, que elogiou por seus "admiráveis" esforços contra a insurgência.




Grupos ligados ao Taleban afegão e outras milícias islâmicas se refugiam ao longo da fronteira com o Paquistão, que tem sido pressionado pelos Estados Unidos a enfrentar os rebeldes na zona tribal, o que afeta de forma negativa as relações entre os dois países.




Petraeus, que assumiu o controle das forças no Afeganistão em julho, disse ontem que já houve operações coordenadas em ambos os lados da fronteira, com soldados paquistaneses de um lado e efetivos da Otan e afegãos do outro.



O general falou durante uma entrevista a bordo de um avião militar, enquanto viajava pelo Afeganistão fazendo visitas a bases e postos militares. Segundo ele, o Paquistão reconheceu "a necessidade de fazer mais para concretizar seus objetivos (nas áreas tribais do país), e nós vamos coordenar com eles para assistir suas operações".



Petraeus insistiu, no entanto, em reconhecer os esforços paquistaneses na hora de enfrentar os rebeldes. "Devemos ser claros em reconhecer o que o Paquistão tem feito durante os últimos 22 meses, o que é considerável. Realizaram operações admiráveis contra a insurgência" em várias regiões, inclusive no Vale do Swat. As informações são da Associated Press.

Nova Zelândia divulga documentos sobre óvnis

AE - Agência Estado


Observações de luzes misteriosas nos céus e até mesmo a decolagem de um disco voador estão entre os relatos de aparições de objetos voadores não-identificados (óvnis) detalhados em documentos secretos divulgados pelo exército da Nova Zelândia no decorrer desta semana.





As milhares de páginas de documentos cobrem mais de cinco décadas de relatos de observações de óvnis por neozelandeses. A maior parte dos arquivos contém explicações naturais para as aparições, desde meteoritos a reflexos de luzes de embarcações marítimas. Entre os relatos está o de um homem que em 1955 escreveu uma carta às autoridades do país para informar que havia visto discos voadores, e que teria inclusive observado a decolagem de um deles.



Os arquivos abrangem também o mais famoso mistério relacionado ao tema no país, registrado em 1978 na cidade insular de Kaikoura. Na ocasião, a tripulação de um avião de carga reportou que havia luzes estranhas que aparentemente acompanhavam a aeronave e controladores de tráfego aéreo informaram ter captado sinais no radar para os quais não encontravam explicação.



Os documentos mostram que o governo tomou nota cuidadosamente dos relatos, apesar de muitos cidadãos terem recebido apenas um agradecimento polido ao destrincharem suas teorias. As Forças de Defesa da Nova Zelândia divulgaram os documentos na quarta-feira em obediência a uma solicitação feita com base em uma lei local de liberdade de informação. As informações são da Associated Press.

Foguete indiano que transportava satélite explode após lançamento

Um foguete indiano que carregava um satélite de comunicações explodiu no ar pouco após o lançamento, neste sábado (25 Dez), no sul da Índia, segundo imagens da televisão local.




O foguete levava o satélite de fabricação indiana GSAT-5P e explodiu em uma bola de fumaça e fogo depois de decolar do Centro Espacial Satish Dhawan de Sriharikota, a cem quilômetros da cidade de Chennai.



Segundo o jornal indiano "Times of India". esta é a segunda vez que um foguete deste modelo fracassa em missões da Organização de Pesquisas Espaciais Indianas (ISRO, na sigla em inglês). Em abril de 2010 um foguete do modelo não pode ser lançado por problemas técnicos.



Seshadri Sukumar/AFP
Foguete GSLV, que carregava satélite GSAT-5P, é visto momentos depois de explodir em pleno ar




O jornal relata que, cerca de dois minutos depois do lançamento, o foguete desviou de sua rota e explodiu no céu. Os monitores da agência mostraram os restos do foguete caindo em direção à baia de Bengala.



Os cientistas não sabem explicar ainda qual foi o problema no foguete.



O último GSLV, equipado com o primeiro motor criogênico de fabricação nacional, falhou em 15 de abril deste ano. O motor teve de ser substituído por um modelo russo para o lançamento deste sábado.



O foguete deveria ter sido lançado na segunda-feira passada (20), mas o evento foi adiado depois que os engenheiros detectaram um vazamento no motor criogênico.



O foguete, ainda segundo o jornal, deveria lançar o satélite em órbita após 19 minutos. Ele seria usado para melhorar o sinal da televisão.

Arquivo do blog segurança nacional