Wikipedia

Resultados da pesquisa

terça-feira, 31 de agosto de 2010

"É hora de virar a página", diz Obama sobre guerra do Iraque

Em cada etapa, homens e mulheres americanos em uniforme serviram com coragem e determinação. Como comandante-chefe, estou orgulhoso pelo seu serviço. Como todos os americanos, estou maravilhado pelo seu sacrifício, e pelo sacrifício de suas famílias", disse o presidente




Em seu dicurso de cerca de 20 minutos ainda, o presidente americano citou recentes operações que sinalizavam o fim das operações de combate no Iraque e lembrou que dar fim à guerra era uma de suas principais promessas de campanha, antes de ter sido eleito no fim de 2008.



"Anunciei um plano que levaria nossas brigadas de combate para fora do Iraque, enquanto duplicaríamos nossos esforços para dar solidez às Forças de Segurança do Iraque e apoio a seu governo e povo. É isso o que fizemos. Removemos cerca de 100 mil soldados do Iraque. Fechamos e transferimos centenas de bases para os iraquianos. E retiramos milhões de armamentos do Iraque", lembrou.



"Esta noite, anuncio que a missão de combate americana no Iraque acabou. A Operação Liberdade Iraquiana está terminada, e os iraquianos agora têm responsabilidade por sua segurança e pela segurança de seu país. Essa foi minha promessa ao povo americano como candidato a este posto”, enfatizou.



Ao lembrar que conversara com o ex-presidente George W. Bush, horas antes do pronunciamento, Obama evitou tecer duras críticas ao governo antecessor, mas lembrou de seus diferentes pontos de vista sobre a necessidade da invasão americana ao país do Oriente Médio.



“É bem sabido que ele e eu discordamos sobre o início da guerra. Apesar disso, ninguém poderia duvidar do apoio do presidente Bush a nossas tropas, ou do amor dele pelo país e seu comprometimento com nossa segurança. Como eu disse, houve patriotas que apoiaram esta guerra e patriotas que se opuseram a ela", concluiu.




Retirada pode ir contra interesses de EUA e Iraque

No pronunciamento feito no Salão Oval da Casa Branca reformado, o presidente americano também disse que os Estados Unidos estão aptos a aplicar mais recursos no Afeganistão devido à mudança no Iraque, e que o ritmo da retirada norte-americana naquele país dependerá das condições em terra, mas começará na data prevista, em julho de 2011.



"Como no Iraque, não podemos fazer pelo Afeganistão o que os afegãos têm de fazer por si mesmos", disse.



Contexto doméstico



Ao contextualizar o fim das operações no Iraque, Obama falou sobre a tarefa de colocar a economia americana nos eixos novamente e acabar com o desemprego. "Nesse momento, devemos combater os problemas internos como nossos homens e mulheres em uniforme fizeram na guerra", comparou.



"Hoje nossa tarefa mais urgente é restabelecer nossa economia e colocar os milhões de americanos que perderam seus empregos de volta ao trabalho. Para fortalecer nossa classe media, temos de dar a todas as crianças a educação que merecem, e a todos os trabalhadores as habilidades que necessitam para competir em uma economia global (...) Isso será difícil. Mas nos dias que estão por vir, deve ser nossa missão central enquanto povo, e minha responsabilidade central enquanto presidente”, alertou Obama.



A partir de quarta-feira, 1º de setembro, tem início a Operação Novo Amanhecer, período de transição que tem como objetivo estabilizar o país. Para a operação, ainda permanecem no Iraque cerca de 50 mil soldados americanos.



*Com Reuters

História da Nasa no Flickr

A Nasa colocou à disposição do público mais de meio século de história de uma base de fotografias na plataforma de internet Flickr e com isso espera que o público participe com seus comentários e suas lembranças.




• Siga o ‘Link’ no Twitter e no Facebook



As fotos estarão disponíveis a partir desta segunda-feira,30, em uma galeria denominada “The Commons”.



Com esta iniciativa, a Nasa espera que antigos funcionários e aqueles que tenham visitado alguma vez as instalações da Nasa contribuam para elaborar uma memória comum.



Os usuários poderão acrescentar às imagens rótulos, palavras-chaves, identificar objetos e pessoas que reconheçam. Além disso, terão a oportunidade de conversar com outros visitantes e trocar comentários.



Para conseguir que esta iniciativa se tornasse realidade, a Nasa contou com a colaboração de Flickr do Yahoo, com sede em Sunnyvale (Califórnia) e a biblioteca digital internet Archive, uma organização sem fins lucrativos, com sede em São Francisco.



(EFE)

Furacão interrompe pesquisa no naufrágio do Titanic

AP - Associated Press


Uma expedição que está vasculhando os destroços do Titanic revelou algumas imagens bem nítidas do famoso naufrágio, mas seus organizadores dizem que estão voltando para a terra firme.





APImagem submarina de parte do Titanic, obtida pela expediçãoRepresentantes da Expedição Titanic disseram, em nota, que estão retornando para o Canadá porque o mar revolto e os ventos trazidos pelo furacão Danielle vêm impedindo os cientistas de levar adiante seus estudos.



A equipe de cientistas vem usando uma dupla de robôs para tirar milhares de fotografias e gravar horas de vídeo do navio, que repousa a cerca de 4 km de profundidade.



A expedição partiu de Terra Nova, no Canadá, no início de agosto, dirigindo-se ao local onde o grande transatlântico afundou em 1912, depois de colidir com um iceberg. Mais de 1.500 pessoas morreram o desastre.



Cientistas estão usando tecnologias de sonar e de produção de imagens que nunca antes haviam sido aplicadas aos destroços do Titanic. Eles também estão estudando os sedimentos que se acumularam sobre o navio, e elaborando um catálogo dos artefatos que foram ao fundo do mar com o Titanic.



A expedição pretende retornar ao naufrágio, depois de um intervalo de poucos dias.

Furacão Earl atinge categoria 4

Earl avança sobre as Pequenas Antilhas. Foto: NOAA/Efe




MIAMI- O Earl se transformou nesta segunda-feira, 30, em um furacão de categoria 4 na escala Saffir-Simpson com ventos de até 215 km/h enquanto se desloca pelas águas do Caribe, informaram meteorologistas americanos.



De acordo com o boletim das 18h (horário de Brasília) do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA, o furacão ainda deve ganhar força.



Earl se desloca em direção oeste-noroeste a 24 km/h, mas deve fazer uma volta e ir rumo ao noroeste na terça-feira. Desta forma, o centro passaria, na noite de hoje, longe das Ilhas Virgens britânicas e dos Estados Unidos e amanhã ao leste de Turks e Caicos.



Uma previsão feita há cinco dias indicava que o Earl poderia afetar a costa leste dos Estados Unidos a partir da quinta-feira.



O NHC informou que foi emitido um aviso de tempestade tropical para Turks e Caicos e uma advertência para o sudeste das Bahamas.



Antígua e Barbuda e as ilhas Virgens britânicas substituíram o aviso de furacão por um de tempestade tropical, enquanto o restante das ilhas ao norte das Antilhas anulou os alertas.



Se mantém vigente um aviso de tempestade tropical para Porto Rico, incluindo as ilhas de Culebra e Vieques e para as ilhas Virgens americanas.



Enquanto isso, o furacão "Danielle" perdeu intensidade e virou uma tempestade tropical com ventos máximos de 110 km/h.



Na atual temporada, que começou no dia 1º de junho e termina no dia 30 de novembro, já se formaram cinco tempestades tropicais e três furacões.









Arquivo do blog segurança nacional